23.3 C
Vitória
sábado, 20 abril, 2024

Como criar uma empresa única?

Se você não for único, alguém será

Um dos conceitos de que mais gosto do Michael Porter, maior especialista em estratégia no mundo, é o da necessidade de se criar uma estratégia para tornar sua empresa única, e não a melhor empresa do mercado, como muitos empreendedores buscam.

Tem muita inteligência e profundidade nesse pequeno conceito.
Quando queremos criar “a melhor empresa”, podemos estar entrando em uma batalha inglória, primeiro porque leva muito tempo, dinheiro e erros para saber o que é exatamente ser a melhor. Em geral, essa resposta cai em uma tríade que envolve preço, qualidade e custo.

- Continua após a publicidade -

Quando o empreendedor se pega lutando para que a tríade se torne a melhor, é como tentar equilibrar vários pratos sem deixar nenhum cair. Para mexer na qualidade, talvez você esbarre na questão custo, que pode afetar preço. E aí está sujeito a entrar em conflitos que o fazem optar por um ou outro, afastando-o de “ser a tal melhor empresa”.

Na minha primeira empresa (desenvolvedora de software), busquei ser a melhor que naquele momento significava o software com mais recursos, com poucos bugs, atendendo a vontade dos usuários, com implantação rápida e pós-venda eficiente. Consegui? Não cheguei perto. Eram tantas coisas, tantas demandas, oportunidades, tantas urgências, tantas áreas, que ficou difícil amarrar todas as pontas.

Posso garantir que muitos empreendedores passam pelo mesmo problema, pois estão na busca de serem melhores no mercado.

Agora vamos pensar de forma diferente, você não quer ser a melhor. Você quer ser único. Isso significa que talvez você tenha um preço maior, um atendimento não tão rápido assim, um produto que ainda precise de melhoras, mas o cliente percebe que apenas você é capaz de oferecer aquela solução, da forma correta e no tempo certo para o seu problema.
Ser único significa agregar valor de tal forma que o cliente criará um link com sua empresa, serviços e produtos que o fará comprar, indicar, recomprar e fazer todo o “boca a boca” de que você precisa. Como fazer isso?

Inclua no seu planejamento estratégico ou crie dinâmicas para que sua equipe ajude a responder às seguintes perguntas:
• Que tipo de pesquisa precisamos desenvolver para sair na frente do mercado?
• O que nossa solução (produto + serviço) oferece que o cliente só poderá encontrar conosco da forma como fazemos?
• Como poderemos agregar valor ao nosso cliente de forma excepcional?
• Como podemos ter um processo interno com alta eficácia, sem urgências e com tempo para nosso cliente?
• O que apenas nossa empresa poderá oferecer?

Eu fiz isso este ano com minha equipe.
O que faço hoje na TriadPS é oferecer treinamentos, software e consultoria para empresas serem mais produtivas. Temos softwares que ajudam a gerenciar projetos, tarefas, metas, etc. Até aí todo mundo tem isso, existem milhares de produtos no mercado que fazem isso. O que nos torna únicos? O foco na ajudar às pessoas, para que tenham tempo para executar suas metas, tarefas e projetos. O software se torna secundário e o valor agregado, prioritário.

Isso guiou todo o nosso planejamento para o ano. Vamos focar cada vez mais as soluções que atendam a esse propósito, e não apenas recursos, preço ou atendimento (digo apenas porque isso já é obrigação).

E você? O que fará sua empresa única no mercado? Por que eu vou querer comprar e recomprar na sua empresa, e não no seu concorrente? Discuta isso consigo, com seus sócios e com sua equipe. Se você não for único, alguém será, e aí você vai ter de brigar por coisas como preço, que apenas fazem você trabalhar de mais e ter resultados de menos!

Christian Barbosa é considerado o maior especialista de produtividade do Brasil.
Autor best-seller de sete livros publicados com novos princípios sobre o tema

Mais Artigos

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Fique por dentro

ECONOMIA

Vida Capixaba