Chuvas continuam atingindo municípios capixabas. Confira!

As chuvas assolam os municípios capixabas. - Foto: internauta

As fortes chuvas que assolam o Espírito Santo causam grandes impactos nos municípios capixabas

Desde a terça-feira (12), as chuvas que atingem o Estado (saiba mais aqui!) causam grandes impactos, deixando 1.744 pessoas desalojadas, 98 desabrigadas, 10 feridas e quatro mortos, conforme o boletim divulgado pela Defesa Civil na manhã desta quinta-feira (21).

Ainda, de acordo com o boletim, o município de Linhares foi o que registrou o maior acumulado de chuva. O município contabilizou 102,60 milímetros, nas últimas 24 horas. Em Vitória, foi registrado 97.76 mm e na Serra foram 94.93 mm, no mesmo período.

Vitória foi o segundo município que mais choveu. – Foto: Reprodução / Internauta

Além disso, os municípios de Alegre, Cariacica, Viana, Domingos Martins e Marechal Floriano decretaram estado de emergência. No dia 19 de novembro, o município de Santa Leopoldina decretou estado de calamidade pública.

Dos quatro óbitos, três vítimas ficaram soterradas após uma enxurrada em Santa Leopoldina, onde tem 300 pessoas desalojadas. Um idoso foi encontrado sem vida em um alagamento em sua residência, no bairro Novo Horizonte, em Cariacica.

Trânsito

Na manhã desta quinta-feira, o trânsito ficou complicado na Grande Vitória. Em diversos pontos, o fluxo seguia lento e congestionado. Na Terceira Ponte, os carros seguiam com dificuldade pelas vias, mas as pistas estão liberadas.

O cruzamento em São Torquato, Vila Velha, estava completamente parado. – Foto: Aline Pagotto / Next Editorial

Em São Torquato, em Vila Velha, os cruzamentos estavam parados. Os condutores também tinham dificuldade de trafegar pelas pistas, mesmo liberadas.

Já na Segunda Ponte, o trânsito seguia muito lento. Um alagamento na Vila Rubim, em Vitória, exigia muita atenção dos motoristas.

A fila de veículos que se formou na saída da Segunda Ponte foi muito grande. – Foto: Aline Pagotto / Next Editorial
Doações

Por conta da situação das fortes chuvas, muitas famílias encontram-se desabrigadas e sem materiais de uso pessoal. Por isso, o Corpo de Bombeiros informou que está recebendo, em sua sede na Enseada do Suá, em Vitória, doações de água potável.

Monitoramento

A Prefeitura de Vila Velha está realizando monitoramento nas áreas de encosta do município. Os técnicos avaliam medidas preventivas para minimizar os riscos de deslizamento de pedras no bairro Dom João Batista.

Em uma análise preliminar no local, a Defesa Civil municipal detectou que a estrutura da habitação não foi afetada pelo fragmento de pedra que se deslocou sobre parte de uma laje da residência. Não houve vítimas.

A vistoria foi liderada pelo prefeito Max Filho. “A nossa preocupação maior nessas horas é com as vidas humanas”, destacou ele.

O prefeito Max Filho e a equipe da Defesa Civil vistoriam várias casas. – Foto: Felix Falcão / PMVV

A Defesa Civil orienta que os moradores de encostas fiquem atentos a qualquer situação suspeita. Nesses casos, a orientação é buscar um abrigo seguro e acionar o órgão pelos telefones 162 (da Ouvidoria), 199, 3388-4346 ou o Corpo de Bombeiros no 193.

Previsão do tempo

Nesta quinta-feira, a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) começa a se desconfigurar sobre o Estado. No entanto, a presença da umidade trazida pelos ventos oceânicos mantém a instabilidade no Espírito Santo, segundo o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural.

Chove em alguns momentos em todas as regiões capixabas, sendo que na metade norte, a chuva será de fraca intensidade. O vento sopra com até moderada intensidade entre o litoral sul e o metropolitano.

Na Grande Vitória, muitas nuvens e previsão de chuva ao longo do dia. Vento moderado no litoral. A temperatura mínima de 21 °C e máxima de 24 °C. Em Vitória, a mínima de 21 °C e máxima de 24 °C.

Leia Também:
Conteúdo Publicitário