28.8 C
Vitória
terça-feira, 23 abril, 2024

No Reino Unido, Casagrande cobra Brasil atento às questões climáticas

Gestor foi um dos representantes do Brasil em evento que discute as mudanças climáticas e potencialidades para novas fontes de energia

Por Redação

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), participou, na última semana, do encontro LIDE Brazil Conference 2023, que reúne mais de 250 empresários, líderes globais e autoridades do Brasil e do Reino Unido na cidade de Londres, na Inglaterra. O gestor foi um dos expositores do painel “Meio ambiente: o novo posicionamento do Brasil”. Além das discussões sobre o tema, o evento incluiu debates em torno do desenvolvimento econômico e social do País.

- Continua após a publicidade -

Durante a missão no país europeu, Casagrande reforçou a importância da representação capixaba em eventos internacionais, sobretudo diante da formulação de políticas públicas com a temática ambiental. Enquanto esteve ausente, o vice-governador Ricardo Ferraço (PSDB) assumiu a função de governador em exercício. 

“Trazemos como governadores as perspectivas que temos em nossos estados e aquilo que podemos colaborar com o País neste momento. O mundo cobra posições claras do Brasil com relação à democracia, às mudanças climáticas e ao retorno dos investimentos em infraestrutura. Os estados têm um papel a cumprir nestes temas”, afirmou o capixaba, que preside o Consórcio Brasil Verde, grupo de entes subnacionais que articulam medidas para enfrentar os efeitos das mudanças climáticas e reduzir a emissão de carbono no País.

Estiveram presentes no painel como representantes do Brasil o governador do Pará, Helder Barbalho, que preside o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia; a co-presidente do International Resource Panel da Organização das Nações Unidades (ONU) e ex-ministra  do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, além do governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro.

No Reino Unido, Casagrande cobra Brasil atento às questões climáticas
Gestor foi um dos representantes brasileiros em evento que discute as mudanças climáticas e potencialidades para novas fontes de energia. Foto: Hélio Filho/Secom

Durante a conferência, Casagrande também apresentou as potencialidades do Espírito Santo para os principais investidores internacionais presentes. “Nossa economia está relacionada com o comércio internacional. Somos o maior produtor de pelotas de ferro do País e o terceiro estado em produção de aço. Temos destaque na fabricação de celulose e a terceira maior produção de óleo e gás. Além disso, o Estado é o segundo maior produtor de café em grãos, sendo o primeiro em café Conilon”, ressaltou.

O mandatário capixaba falou ainda sobre a importância da eficiência. “Mesmo não sendo um estado grande em área territorial e em população, o Espírito Santo tem essas posições importantes. Nossa eficiência nos coloca nessa posição de destaque em várias áreas. Para que possamos ser competitivos, é preciso ser eficientes e é isso que o mundo cobra de todos”, disse.

Na abertura do evento, a ministra de Negócios e Comércio da Inglaterra, Nusrat Ghani, destacou a importância da cooperação entre o Reino Unido e o Brasil na produção de energia limpa e mencionou o potencial do Espírito Santo no setor.

Ghani ressaltou a necessidade de enfrentar as mudanças climáticas por meio do aumento da produção de energia sustentável e afirmou que o Reino Unido está interessado em ampliar suas parcerias com o Brasil nessa área. A ministra destacou ainda a energia hidrelétrica e a energia sustentável como áreas de grande interesse para a cooperação.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA