24.9 C
Vitória
sexta-feira, 24 maio, 2024

Câncer colorretal: 46 mil casos são estimados de 2023 à 2025

Pesquisa aponta que somente 6,15% dos pacientes com indicações médicas para rastrear a doença fizeram os exames solicitados em 2022

O Câncer Colorretal, também chamado de câncer de intestino, é um dos que mais afetam homens e mulheres no Brasil e no Mundo. Segundo estudo divulgado pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 46 mil novos casos devem ser diagnosticados entre 2023 e 2025 no país. Já um levantamento interno da startup 3778 apontou que apenas 6,15% dos pacientes com indicações médicas para rastrear a doença fizeram os exames solicitados em 2022.

A healthtech 3778, especializada em saúde corporativa e análise de dados com auxílio de inteligência artificial, investigou os exames nas contas médicas de sinistro e identificou que 93,85% das indicações prescritas pelos profissionais para pacientes realizarem exames de rastreio, como a colonoscopia, não foram concluídas. Esse exame avalia as paredes internas do cólon e do reto através de um cateter com uma microcâmera.

- Continua após a publicidade -

“As indicações médicas para a realização de exames de rastreio são um alerta vermelho para a saúde do paciente. Então, é preciso entender que a colonoscopia é a melhor forma de identificar qualquer alteração na saúde das paredes do cólon e do reto que possam indicar o início de um câncer colorretal, ou de intestino, como também é conhecido”, explica Aline Pasiani, médica de Família. Ela também reforça que, se descoberto o câncer em seu estágio inicial, o paciente consegue ter mais chances de cura.

A healthtech também apontou que os homens são os que menos realizam esse tipo de exame. Em um questionário de saúde auto preenchível para pacientes da startup, cerca de 67,8% declararam nunca terem realizado nenhum exame de rastreio como a colonoscopia, enquanto 55,2% nunca fizeram a pesquisa de sangue oculto nas fezes, o que também pode ajudar a identificar um possível problema. “Tanto homens quanto mulheres acima de 50 anos de idade, com excesso de peso, sedentarismo, alimentação fraca de frutas, fibras ou vegetais e com frequentes consumos de bebidas alcoólicas e de tabaco, devem levar muito a sério a necessidade de se realizar o exame de forma rotineira”, explica a Dra. Pasiani.

Quais são os sintomas?

Os sintomas do câncer colorretal, normalmente, aparecem quando a doença já está se desenvolvendo. É preciso ficar em alerta com algumas situações específicas, como sangue nas fezes, desconfortos abdominais, fraquezas e anemias causadas por sangramentos intestinais. Perda de peso e alterações do hábito intestinal também são sintomas dessa doença.

Mas ela também pode ser silenciosa. “São raros os casos, mas é possível desenvolver o câncer colorretal de forma assintomática, reforçando ainda mais a necessidade da colonoscopia que pode, nesse caso, ser a única forma de detectar a doença antes de seu estágio avançado”, finaliza a médica.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA