Black Friday: comece a monitorar os preços

A pouco mais de dois meses da próxima edição da Black Friday, o Procon Vitória vai fazer um monitoramento semanal de preços de diversos produtos
A data da Black Friday é 29 de outubro (Foto - Shutterstock)

O Procon Vitória monitorará junto com você para verificar se não haverá “Black Fraude”

A pouco mais de dois meses da próxima edição da Black Friday, o Procon Vitória vai fazer um monitoramento semanal de preços de diversos produtos. O objetivo é ficar de olho no comportamento dos principais sites e portais de vendas do país para que os clientes realmente possam tirar proveito de preços baixos, caso surjam.

No dia do maior evento de e-commerce do Brasil (29 de novembro), o órgão de defesa do consumidor vai fazer um plantão “tira-dúvidas”, dar orientações e realizar fiscalização para coibir fraudes e infrações ao Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Para que o consumidor possa fazer a compra com segurança, o Procon Vitória vai utilizar como recurso o histórico de preço das principais lojas virtuais, nas quais serão acompanhados os preços de mais de dez itens.

O monitoramento se concentrará nas lojas virtuais e nos marketplaces mais acessados e apontados como principais locais de busca por ofertas pelos consumidores: Mercado Livre, Americanas, Submarino, Shoptime, Casas Bahia, Extra, Magazine Luiza, Ponto Frio, Sephora, Ricardo Eletro, Saraiva, Zoom, Shop2gether e Buscapé.

Produtos

Equipes do Procon Vitória acompanharão os preços de celulares, TVs, notebooks, tablets, geladeiras, câmeras fotográficas e cabines de jogos.

Em 2018, durante a Black Friday, 27% dos consumidores foram em busca de laptops, PCs e TVs; roupas (24%); aparelhos domésticos (15%); brinquedos (15%); cartões de presente (11%) e viagens (8%).

Munida desses dados e com o histórico de reclamações de descumprimento da oferta e “golpes virtuais”, a gerente do Procon, Herica Correa Souza, apela para que os consumidores adotem uma nova postura antes de apertar a tecla “finalizar compra”.

“Os consumidores precisam se preparar para aproveitar as oportunidades, evitando o superendividamento, e realizar compras de forma sustentável, equilibrada e responsável. O primeiro passo é listar, desde já, os itens que necessitam, evitando as compras por impulso. Depois, fazer o acompanhamento do preço para que, no dia da Black Friday, tenham certeza de que estão adquirindo o produto com desconto real”, enfatiza Herica.

Dicas para uma Black Friday segura
  • Adote a pesquisa também para as compras em lojas físicas. Exija nota fiscal, o cumprimento da oferta e não esqueça de perguntar sobre a política de troca.
  • Consumidor tem direito de arrependimento de 7 dias para as compras virtuais.
  • Fique atento para verificação de segurança do site/loja virtual. Certifique-se de que esta navegando em um site confiável.
  • Previna-se contra as ofertas mirabolantes. Então, antes de se encantar por aquele produto com preço “imperdível”, averigue onde está a oferta e se é de fato uma loja séria.
LEIA TAMBÉM
Conteúdo Publicitário