Amam

Ah! 12 de junho é sempre uma data que derrete os nossos corações, né? Mais derretida eu fico, ainda, quando vejo o amor ser comemorado na mais feliz idade! É muito comum na nossa sociedade, a ideia de que as pessoas mais velhas não amam da mesma forma que os jovens. Como se a elas fosse permitido apenas o amor pelos netos e pela família. O amor, a paixão e a sexualidade não estão condicionados apenas ao corpo físico, nem atrelados, exclusivamente, à idade biológica.

Não é porque a idade já ultrapassou uma determinada marca, que as pessoas não irão se apaixonar de novo, e nem é por isso que os apaixonados deixarão esse sentimento de lado em função de normas ou de regras sociais. Embora haja mudanças físicas relativas à idade, os casais idosos são mais positivos em suas expressões afetivas. E, claro, o amor também contribui para a preservação da saúde física e mental. A paquera, o namoro, o flerte, o amor, o desejo, a sexualidade, a paixão podem e devem estar presentes em todas as pessoas de mais idade. É saudável e dá gosto de ver!

São mães modernas

A gente sabe que pode contar com facilidades que não existiam nem nos tempos de nossas mães! Mas, nem a tecnologia, nem a evolução ou a multiplicidade de produtos e acessórios fazem com que as mães contemporâneas tenham uma vida leve e tranquila. As pressões e cobranças sociais estão cada vez mais complexas e, infelizmente, isso tem causado novas culpas nas mulheres. Relendo uma matéria sobre esse assunto, dois pontos me chamaram muito a atenção: a preocupação em não dar um bom exemplo (ou cometer algum deslize na frente dos filhos) e a culpa por ser um pouco mais flexível quando quer ter um pouco de sossego momentâneo (na cabeça da gente, é quase ceder a uma chantagem pra conseguir uns minutinhos de paz). Mamães, por mais que a gente se policie, acabamos soltando um palavrão no trânsito, deixando os sapatos na sala, esquecendo a toalha molhada em cima da cama… Ou seja, tudo aquilo que exigimos que os nossos filhos não façam. Em vez de ficarmos remoendo o peso do mau exemplo, uma boa dica é explicar aos filhos que foi um ato isolado. Isso é bom porque eles vão nos enxergar como seres humanos e não heroínas! E, que mal há em liberarmos a tv durante a manhã de um sábado, após uma semana exaustiva de trabalho, quando só queremos curtir um pouquinho mais de preguiça na cama? Não é uma delícia quando aquela coisinha abre a porta do seu quarto, ainda sonolenta, pedindo pra ver desenho? Puxe-a logo pra debaixo do edredom e torne esse em mais um momento de carinho!

Se previnem

O inverno está chegando e, com ele, a necessidade de uma série de mudanças de hábitos, principalmente com a nossa pele, uma das partes que mais sofre com essa mudança de clima, ficando mais ressecada, sem oleosidade, sem brilho, sensível e áspera. É hora de redobrar os cuidados com algumas áreas como rosto, colo, mãos, pés, joelhos e cotovelos, que são, geralmente, as mais afetadas. Então, aí vão algumas dicas simples, de cuidados básicos: não use água muito quente durante o banho e escolha as esponjas mais macias; invista em hidratantes de qualidade (prefira os que são à base de uréia, vitamina C, ácido hialurônico, oligoelementos, alantoína  ou  os que contém aquaporine); não se esqueça de continuar usando filtro solar e acrescente, também, um protetor labial; e, claro, mantenha a rotina de limpeza da pele do rosto antes de dormir. É simples, um carinho a mais que fazemos a nós mesmas!

 

 

 

Compartilhe

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome