25.5 C
Vitória
segunda-feira, 22 DE julho DE 2024

Você sabe quanto de impostos o capixaba pagou em 2023?

Impostômetro, painel eletrônico da Associação Comercial de São Paulo, estima a arrecadação nacional de tributos federais, estaduais e municipais em tempo real

Por Marco Antonio Antolini

Até as 16 horas desta sexta-feira (29/12), os contribuintes do Espírito Santo já haviam pago de impostos federais, estaduais e municipais, ao longo de 2023, a quantia de R$ 48,052 bilhões. É o que aponta o Impostômetro, painel eletrônico da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que estima a arrecadação nacional de tributos em tempo real.

- Continua após a publicidade -

Esse valor representa 1,65% do total de impostos recolhidos no Brasil, que somava, também nesta tarde de sexta-feira, neste mesmo horário, a impressionante quantia de R$ 3,037 trilhões. O valor é tão grande que para transportar o dinheiro em notas de 100 reais seriam necessários 1.002 contêineres. Se o recurso fosse aplicado na Poupança, rendaria de juros, por dia, mais de R$ 588 milhões.

No dia Natal, às 15h49, o Impostômetro, pela primeira vez na história, chegou a R$ 3 trilhões em tributos (federais, estaduais e municipais) cobrados ao longo de 2023 no Brasil. Esse número mostra que o peso dos impostos vem crescendo ano após ano na vida do cidadão. Em 2022, o valor foi de R$ 2,8 trilhões. Há 10 anos, no final de 2013, o painel registrava R$ 1,8 trilhão. Confira Aqui o Impostômetro.

Levantamento

O peso dos impostos é tão grande na vida do cidadão que um levantamento do advogado tributarista Samir Nemer mostrou, por exemplo, que os produtos da ceia de Ano-Novo podem ter até 69,7% de seu preço em impostos, a exemplo do vinho importado. Se uma garrafa custa R$ 100, R$ 69,70 são revertidos em tributos para os cofres públicos.

“A tributação brasileira é muito focada sobre o consumo e não sobre a renda, como ocorre em diversos outros países. Com isso, proporcionalmente, quem ganha uma renda menor, paga mais impostos. No caso de uma pessoa que recebe um salário mínimo, o valor dos tributos vai pesar ainda mais para ela. Além disso, temos o princípio da essencialidade: quanto mais essencial for o produto, menor a carga tributária. Quanto mais supérfluo, maior a carga”, explica do advogado.

O advogado fez um levantamento dos principais itens da ceia de Réveillon e seus tributos. Confira:

1 – Vinho importado: 69,73%

2 –  Vodca e o uísque: 67,03%

3 –  Espumante: 59,49%

4 –  Vinho nacional: 54,73%

5 –  Refrigerante em garrafa: 44,55%

6 – Bacalhau importado: 43,78%

7 – Cerveja: 42,69%

8 – Chocolate: 39,61%

9 – Sorvete: 38,97%

10 – Colomba pascal de chocolate: 38,68%

11 –  Fondue de chocolate: 38,51%

12 – Nozes: 36,45%

13 – Panetone: 34,63%

14 – Peixes: 34,48%

15 –  Peru, chester e pernil: 29,32%

16 – Frango: 26,80%

17 – Lentilha: 26,20%

18 – Arroz: 17,24%

19 – Pão: 16,86%

20 – Frutas: 11,78%

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA