Venda de usados e seminovos apresenta melhora, segundo Fenauto

Foto: Reuters/Petr Josek

Segundo a entidade, em relação às vendas de junho houve melhora, mas ainda é recomendada cautela nos próximos meses

As vendas de veículos seminovos e usados no Brasil, durante o mês de julho, apresentou melhora, segundo a Federação Nacional das Associações de Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto).

Na comparação com o mês de junho, as vendas foram positivas em 24,5%, em parte, em função de dois dias úteis a mais. Além disso, a entidade informou que o volume de vendas por dias úteis também ficou positivo em 8,3%.

O comparativo com o mesmo mês de 2018, mostra um resultado positivo de 11,1%, enquanto o acumulado de vendas no ano passou de 0,6% para 2,2%. Em julho de 2019 foram comercializados 1.334.032 veículos, contra 1.071.220 em junho. A quantidade de veículos vendidos nos sete primeiros meses deste ano foi de 8.184.309, contra 8.009.638 em 2018.

O presidente da Fenauto, Ilídio dos Santos, afirma que “esses resultados indicam que certo ânimo pode estar se consolidando e as incertezas sobre o futuro próximo, começam a ser menores. Devemos lembrar que embora a economia ainda não tenha deslanchado como esperávamos, já tivemos a aprovação preliminar da reforma da previdência, o que esperamos, possa ser o “start” de um ciclo mais duradouro de aquecimento dos negócios”.

Ilídio destaca que a entidade continuará observando as vendas com atenção. “Temos acompanhado a variação negativa dos índices de confiança do consumidor, a redução das previsões de crescimento do PIB e relatórios de outros agentes que apresentam suas projeções e perspectivas sobre o desempenho da economia, regularmente. Sabemos que essa série de fatores pode influenciar a decisão de compra de um veículo.”, diz ele.

Conteúdo Publicitário