22.1 C
Vitória
quinta-feira, 23 maio, 2024

Carros da Stock Car terão aço produzido no ES

A proposta é que os novos carros apresentem uma estrutura sustentável, feita de aço da ArcelorMittal, sejam leves e reduzam o consumo de combustível

Por Andressa Ribeiro*

O aço produzido no Espírito Santo, mais precisamente na usina de Tubarão, na Serra, vai invadir a Stock Car Pro Series. Tudo porque a ArcelorMittal, patrocinadora e parceira para o desenvolvimento da competição, criou uma série de soluções para o safety cage (a gaiola de segurança), trazendo segurança e sustentabilidade para os pilotos. As implementações vão compor os 70 carros da geração 2025 e já estão em teste neste ano.

- Continua após a publicidade -

O aço utilizado na estrutura tem certificado XCarb©, programa global da ArcelorMittal que atesta uma produção com emissões de CO2 reduzidas. O objetivo é obter veículos mais leves e, consequentemente, reduzir o consumo de combustível.

“As mudanças no processo de produção do aço fornecido à Stock Car fazem parte de projetos que já haviam sido implementados pelo grupo ArcelorMittal e que ganharam força com a parceria. É o caso, por exemplo, do “S-in motion”, iniciativa da companhia que visa utilizar aços avançados de alta resistência e de estampagem a quente (Família Usibor®) para reduzir o peso e aumentar a segurança em caso de colisão dos veículos de combustão interna, híbridos e elétricos”, diz a siderúrgica em seu site oficial. 

Além das inovações nos veículos, a Arcelor também premiará o vencedor com um Anel de Campeão. O objeto é confeccionado em ouro branco e, junto com o tão desejado troféu, também oferecido pela empresa siderúrgica, será entregue ao campeão da competição.

Para Gabriel Casagrande, bicampeão da Stock Car em 2023, patrocinado pela Arcelor e atual detentor do troféu, toda mudança realizada é positiva.

“A gente vai ter um carro que vai ser mais leve, vai ser mais resistente, consequentemente ele vai ser mais prazeroso de se guiar, pros’ pilotos, e mais fácil de trabalhar, pras’ equipes. Essa evolução vem para agregar ao campeonato, deixar ainda mais equilibrada, a categoria, como já é.”

*Estagiária sob supervisão de Erik Oakes

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA