21.6 C
Vitória
segunda-feira, 15 DE julho DE 2024

Turismo assume protagonismo histórico no Espírito Santo

Atividade é a principal aposta do Estado para driblar os efeitos da Reforma Tributária

Por Robson Maia

Nunca se falou tanto em turismo no Espírito Santo como em 2023. Após mais um ano de resultados positivos e de crescimento,
o tema ganhou a atenção das autoridades capixabas por uma outra razão, que passa por questões federais: a Reforma Tributária.

- Continua após a publicidade -

Com a alteração no sistema de cobranças e recolhimento de impostos trazida pela proposta, aprovada no Senado em novembro, estados considerados “pouco consumidores”, como o Espírito Santo, sofrerão redução de receita em relação aos patamares anteriores. A aposta da administração estadual para minimizar a perda é o turismo: o aumento no fluxo de visitantes aumentaria também o consumo interno e compensaria, até certo ponto, a diminuição das receitas.

Turismo assume protagonismo histórico no Espírito Santo
Com um investimento recente que superou R$ 520 milhões, o aeroporto de Vitória tem estrutura para receber bem mais de cinco milhões de passageiros por ano

Em 2022 as atividades ligadas ao turismo responderam por 7% da economia capixaba e 8,7% dos empregos gerados, segundo o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN). Para o próximo ano, o Espírito Santo faz projeções de mais crescimento para o setor, dando continuidade às ações implementadas e planejadas em 2023 porém, a partir de dezembro, já sob o comando do jornalista Philipe Lemos, que assumiu a chefia da Secretaria Estadual de Turismo anteriormente ocupada por Weverson Meireles.

Vários motivos levam o Governo a acreditar no potencial do Estado para alavancar o setor. Trimestralmente, o IJSN apresenta os números obtidos pela atividade no Espírito Santo. As pesquisas de verão, carnaval e inverno apontam não somente o volume de receitas, mas também o perfil dos turistas e projeções relativas aos setores ligados ao tema, como hotelaria, bares e restaurantes.

Na pesquisa realizada durante os meses do verão, em 2023, foi possível apurar dados relativos à frequência dos visitantes em bares, quiosques e restaurantes. O levantamento, divulgado pelo IJSN e pelo Observatório do Turismo, demonstrou também o gasto médio diário do turista que esteve no estado nos primeiros meses do ano.

A análise do primeiro semestre de 2023 como um todo apontou que as atividades turísticas do Espírito Santo acumularam um crescimento de 5,2% com relação ao mesmo período do ano passado. O Índice de Atividades Turísticas (Iatur) no Estado, divulgado em agosto com dados referentes a junho, revelou que o Espírito Santo obteve o oitavo melhor resultado entre todas as unidades da Federação.

Turismo assume protagonismo histórico no Espírito Santo
Fonte: Setur-ES

Estado tem portal de monitoramento das atividades turísticas

Os números divulgados pelo IJSN trimestralmente apontam ainda o volume das atividades turísticas no Espírito Santo e permitem, por meio de infográficos interativos, a comparação com o desempenho obtido em recortes anteriores.

A plataforma aponta dados a partir de 2019, com informações da variação acumulada no ano, variação acumulada por trimestres, variação entre trimestre atual e do ano anterior etc.a variação comparada ao trimestre do ano anterior com a ponderação do ajuste sazonal. É possível, também, obter os dados de volume e receita discriminados, como no comparativo entre os períodos de 2022 e 2023, conforme mostrado na tabela a seguir.

Autoridades têm promovido investimentos

Ao longo de 2023, o Governo do Estado destinou cerca de R$ 34 milhões em recursos para editais e ações estritamente ligadas ao turismo capixaba.

Turismo assume protagonismo histórico no Espírito Santo
Vila Velha reúne tradições religiosas e populares, belas praias e muitas opções de boa gastronomia

De forma inovadora, a Setur lançou edital para a realização, no biênio 2023/2024, de famtours, presstrips e roadshows, contemplando a promoção do Estado por meio de agentes de viagens, jornalistas, blogueiros e influencers digitais.

As presstrips são viagens organizadas para jornalistas, blogueiros, youtubers e demais influenciadores digitais de veículos e canais especializados em turismo. Eles são convidados para vivenciarem a variedade de atrativos do Espírito Santo, ampliando a divulgação dos destinos e serviços locais.

Já a famtour objetiva apresentar e capacitar agentes de viagens sobre o destino Espírito Santo. Esses profissionais são convidados a visitar o estado, conhecer seus atrativos e equipamentos turísticos e oferecê-los aos clientes das agências de turismo em que trabalham.

O roadshow é um evento itinerante, realizado em áreas geográficas estratégicas para a atração de turistas ao Estado, com o objetivo de apresentar e capacitar agentes de viagens sobre o destino Espírito Santo.

“O setor do turismo no Espírito Santo está se tornando uma referência nacional no quesito de política pública do turismo. (…) Olhamos com muito carinho para melhorias da infraestrutura do turismo, facilitando o acesso do turista aos nossos atrativos, às nossas paisagens e às nossas belezas”, destacou Weverson Meireles, que comandou a pasta do Turismo de 30 até novembro de 2023.

Especialistas do setor concordam e citam as mudanças em leis e políticas como um passo importante para o desenvolvimento do setor.

Em novembro, a Ales aprovou o Projeto de Lei que atualiza a Política de Turismo Sustentável do Espírito Santo, o Plano de Desenvolvimento Sustentável do Turismo e o Sistema Estadual de Turismo. A proposta foi elaborada em conjunto com entidades ligadas ao setor.

Turismo assume protagonismo histórico no Espírito Santo
Fonte: IATUR/IBGE. Elaboração: Assessoria Econômica Fecomércio-ES

A medida modifica princípios, objetivos, eixos estratégicos e instrumentos para a efetivação da norma e substitui a legislação em vigor (Lei nº 2.997/1975) por uma mais atual, que norteia a atuação do poder público, do setor privado e da sociedade civil organizada no fomento à atividade turística como uma estratégia de desenvolvimento socioeconômico.

“O projeto foi elaborado de forma participativa com os diversos setores representados no Conselho Estadual de Turismo (Contures). Queremos que o Espírito Santo conte com uma legislação de turismo das mais modernas do país, vinculada a importantes pautas como a sustentabilidade, os Objetivos de Desenvolvimento da ONU e a práticas da Governança Ambiental, Social e Corporativa”, explicou o governador Renato Casagrande.

Iniciativa privada desenvolveu um novo olhar

Outro segmento que passou a ver o turismo com novos olhos foi a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio-ES). A partir de uma orientação nacional, a entidade criou a Câmara Empresarial do Turismo (CET-ES), comandada pelo economista José Antônio Bof Buffon. Segundo o especialista, a pasta identificou 22 instituições no estado que debatem, frequentemente junto à Fecomércio as ações a serem desenvolvidas nos municípios capixabas.

Entre os projetos em destaque está a retomada do turismo de cruzeiro no Espírito Santo. Junto ao Governo do Estado, a CET tem liderado a pauta para que em 2024 o estado volte a receber navios de cruzeiro. Um estudo foi encomendado à Universidade de São Paulo (USP) para verificar a viabilidade de ancoragem desses navios no mar com o aporte de balsas com passageiros para desembarque próximo à Ilha do Boi, na capital capixaba.

“Se o estudo da USP mostrar que é viável a ancoragem do navio, nós vamos aprofundar os estudos de desembarque. E pode ser que no começo do ano que vem já tenhamos um navio de cruzeiro por aqui”, salientou Buffon.

Criação de rotas a todo vapor

O ano de 2023 foi marcado pela sanção de projetos de lei que criam rotas turísticas no Estado. Entre as principais estão a Rota do Vale do Emboque, em Conceição do Castelo (com atividades de ecoturismo, turismo de montanhas, de aventura e esportivo). Rota da Ferradura, em Guarapari (turismo gastronômico, agroturismo e turismo rural); Rota Azul, abrangendo Domingos Martins, Venda Nova do Imigrante e Castelo (turismo ecológico, rural, de montanhas e agroturismo).

ES sediou eventos importantes para o turismo

Ao longo de 2023, o Espírito Santo foi a “casa” de diversos eventos estaduais e nacionais ligados ao desenvolvimento do turismo estadual e nacional.

Turismo assume protagonismo histórico no Espírito Santo
A Feira dos Municípios reuniu no Pavilhão de Carapina os 78 municípios do estado e exibiu toda a diversidade capixaba em cultura, gastronomia e arte

Em maio, a Setur anunciou o retorno da tradicional Feira dos Municípios, após quase dez anos de hiato. O evento ocorreu em agosto, no Pavilhão de Carapina, na Serra, e reuniu cerca 60 mil pessoas ao longo dos quatro dias de programações. A feira oportuniza aos municípios capixabas a apresentação das suas potencialidades, desde empreendimentos e produtos típicos até pontos turísticos.

“Hoje tenho orgulho de retomar a Feira dos Municípios como governador do Estado. O trabalho em parceria é uma característica do nosso governo. Temos tanta coisa boa surgindo todos os dias em nossas cidades e apresentar isso para quem vive aqui ou quem vem de fora é motivo de orgulho”, afirmou Casagrande.

Em junho, outro evento, dessa vez no interior do estado, impulsionou a pauta do turismo capixaba. A Setur participou entre os dias 15 e 18 da 3ª Feira Estadual de Turismo Rural, o Ruraltures, em Venda Nova do Imigrante. O evento, que aconteceu no Centro de Eventos Padre Cleto Caliman, contou com 150 expositores e reuniu mais de 40 mil pessoas nos quatro dias de evento.

Entre os expositores estiveram floricultores, estandes dos municípios, agroturismo/agroindústria, praça de alimentação, espaços de cervejarias e cafés capixabas e artesanato. Além dos expositores, a Ruraltures incluiu uma variedade de atrações, como cozinha-show, apresentações culturais, workshops e turismo
de experiência.

Vila Velha e Vitória entre os municípios mais procurados do Brasil

Em maio deste ano, a plataforma especializada em hospedagem Airbnb divulgou o ranking dos destinos mais procurados do país. Em meio a paraísos conhecidos, como Rio de Janeiro e Nordeste, Vila Velha foi a oitava cidade mais pesquisada.

O levantamento da empresa aponta ainda os outros destinos mais procurados no Espírito Santo: Guarapari, Vitória, Domingos Martins, Serra, Anchieta, Santa Teresa, Marechal Floriano, Piúma e São Mateus, nesta ordem. A plataforma divulgou que houve aumento de 31% no número de reservas de quartos privados no estado na comparação do primeiro trimestre de 2023 com 2022.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA