18.3 C
Vitória
quinta-feira, 18 DE julho DE 2024

Rafael coloca seleção brasileira entre favoritas na Copa América

“Em todos os campeonatos que a gente entra é para vencer, por onde passa é favorita, sabemos o peso que carregamos”, declarou o goleiro

Último convocado para a Copa América por causa da lesão de Ederson, Rafael sabe que dificilmente entrará em campo na competição dos Estados Unidos. Contudo, o terceiro goleiro se vê importante no grupo pela experiência de 34 anos, vê a equipe nacional forte pela disputa do título e diz que o grupo está unido para “jogar pelo povo” brasileiro.

“Cada atleta quando chega aqui, traz consigo uma bagagem do clube e vontade de poder ajudar de todas as maneiras, isso no dia a dia e nas conversas. Vou ser mais um para ajudar em todos os momentos, em tudo o que for preciso”, afirmou Rafael, o mais velho da seleção, com 34 anos.

- Continua após a publicidade -

“Temos grandes líderes, referências que têm passado essa questão, do que é seleção, o que estamos vivendo no momento, e independentemente da idade, todos têm sua liderança, seja titular ou não. Todos se fazem importantes em todos os momentos e de todas as maneiras. Grupo se constrói por isso. Se os 26 se ajudarem, a gente fica forte em campo”, explicou.

Esclarecido e bem desenvolto nas palavras, Rafael não admite que coloquem a Argentina, campeã do mundo e atual detentora do título, como única favorita na Copa América, cita outras fortes concorrentes e coloca o Brasil na lista.

“Acho que essa Copa América tem grandes seleções, cada uma com sua trajetória e acho que será muito disputada. Argentina é forte, Uruguai e Colômbia também, são várias forças que vamos enfrentar, mas confio muito na seleção brasileira”, disse Rafael.

“Em todos os campeonatos que a gente entra é para vencer, por onde passa é favorita, sabemos o peso que carregamos, respeitamos as outras equipes, que são grandes, mas nós enquanto seleção brasileira vamos fazer o nosso melhor e sabemos o quanto é importante ser campeões”, seguiu. “Faremos de tudo para levar alegria ao nosso torcedor, nosso povo. O Brasil também é e é favorito.”

As falas motivacionais de Danilo antes dos jogos vêm sendo usadas para mostrar a união do grupo em busca da reconquista do torcedor após um começo turbulento nas eliminatórias sul-americanas. E Rafael revela que o seleção se fechou pelos brasileiros.

“Cada fala antes dos jogos (do Danilo) mostra algo impressionante de quanto ele tem o dom, não só da palavra, mas de motivar realmente e mostrar o quanto não é normal estar aqui. Essa é a mentalidade para passar ao nosso povo”, revelou. “Não é só nosso sonho de vestir a camisa da seleção, já enraizado em cada um. A gente trabalha para isso, estar na seleção é nosso auge, mas o grupo que temos, preocupado não só em viver sonho, pretende mostrar ao povo o quanto o representamos. Mostrar que não são só jogadores que estão aqui, mas atletas do povo com orgulho de ser seus representantes.” Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA