19.4 C
Vitória
sexta-feira, 29 maio, 2020

Quanto custa um feriado?

Leia Também

Como montar um cantinho lúdico e organizado para as crianças

Com as crianças em casa em tempo integral, as famílias se deparam com o desafio de manter a rotina de atividades escolares e brincadeiras.

Governo e instituições firmam parceria e restauram 20 respiradores

Os respiradores consertados serão levados às unidades hospitalares de referência no tratamento da Covid-19. Segundo o governo do Estado, a restauração dos equipamentos não gerou custos administrativos.

Maia diz que auxílio emergencial deve ser prorrogado, mas teme redução de valor

O presidente da Câmara dos Deputados afirmou que há um embate explícito dentro do governo, e do próprio Parlamento, entre priorizar investimentos públicos e privados.

Orquestra Sinfônica Sul Espírito Santo realizará apresentações on-line

A primeira apresentação da série "[email protected] Sinfônica In Live", será na próxima quinta-feira (04), a partir das 20h, pelas mídias sociais do projeto social Casa Verde.

Os feriados causam um impacto negativo, principalmente nas indústrias que deixam de faturar

Em comparação com outros países, o Brasil é uma das nações que mais tem feriados ao longo do ano. Embora bem-vindos pela maior parte da população, essas datas, por vezes, representam um sério problema de produtividade para as indústrias.

Diante dos prejuízos causados pela grande quantidade de dias paralisados, alguns países têm reduzido o número de feriados para aumentar a produtividade econômica. Em 2008, a China reformulou seu calendário, diminuindo o número de feriados nacionais. A mesma medida foi tomada por Portugal em 2011, quando quatro feriados nacionais, dois religiosos e dois civis, foram eliminados do calendário do país.

Segundo levantamento da Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan), os feriados ou pontos facultativos em dias úteis de 2017, quatro deles com a possibilidade de enforcamento de outros dias, geraram perdas que correspondem a 4,4% do PIB industrial do país, com um prejuízo que chegou perto dos R$ 68 bilhões.

No Espírito Santo, para este ano, são 12 feriados, que podem gerar perdas bilionárias à indústria capixaba.

Nas contas do Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial do Espírito Santo (Ideies), em 2016, último dado disponível, a perda da indústria com os 12 dias de feriados daquele ano alcançou 4,7% do valor total da indústria (R$22,6 bilhões), o que corresponde a R$1,07 bilhão.

Ainda que alguns segmentos industriais não paralisem nos feriados, como a siderurgia e petrolífera, há um custo adicional com encargos e mão de obra nessas datas, além de um comprometimento relevante no desempenho das empresas e aumento nos custos operacionais, comprometendo a produtividade.

Um projeto de Lei da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, para tornar o Dia de Nossa Senhora da Penha um feriado estadual, foi sancionado na última quinta-feira (04) pelo governador Renato Casagrande.

Embora haja um consenso acerca da relevância da data, por que não rever o calendário, da mesma forma que fizeram alguns países desenvolvidos? Precisamos de uma agenda de feriados construída e debatida com os empregadores, contribuindo assim, para uma sociedade competitiva.

Ainda enfrentamos diferentes desafios – previsíveis ou não – que influenciam no desempenho dos indicadores econômicos do Estado. Vencemos a recessão, entretanto, as perspectivas mais otimistas apontam um crescimento pouco significativo de 1% do PIB. Aceleramos pouco e a crise ainda pode ser vista pelo retrovisor.

Nossa meta é contribuir para a transformação do perfil econômico do Espírito Santo. Para isso, precisamos promover ações que se conectem a construção de uma indústria mais moderna, produtiva e eficiente.

Se desejamos um futuro de oportunidades, empregos e desenvolvimento, precisamos preservar a produtividade da indústria capixaba.


Fernando Otávio Campos Da Silva, empresário e presidente do Conselho Temático de Relações do Trabalho da Findes (Consurt)

Leia mais:

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_176
Continua após publicidade

Fique por dentro

Pesquisa revela que empresas capixabas de TI apostam na superação da crise causada pela pandemia

O foco foi identificar as principais dificuldades, sugestões e expectativas diante os desafios que a pandemia, provocada pela Covid-19, impôs ao mercado de tecnologia do Espírito Santo.

Marcos Troyjo é eleito presidente do Banco do Brics

Troyjo sucederá o indiano Kundapur Vaman Kamath, primeiro a comandar o NDB, criado na reunião de cúpula do Brics de Fortaleza, em 2014

Aneel tenta reduzir reajustes tarifários para ex-distribuidoras da Eletrobras

Os contratos de concessão dessas distribuidoras, que foram vendidas em leilões realizados há dois anos, previa a possibilidade de que os novos operadores pedissem Revisão Tarifária Extraordinária (RTE) para reconhecer os investimentos realizados na área de atuação das empresas

Com crise, mercado financeiro projeta rombo fiscal recorde este ano

Dados divulgados nesta segunda-feira, 25, pelo Banco Central mostram que a expectativa de déficit primário do setor público para o ano subiu de 7,80% para 8,00% do Produto Interno Bruto (PIB).

Vida Capixaba

Golden Tulip Porto Vitória inaugura espaço exclusivo para lives

O objetivo é disponibilizar infraestrutura tecnológica de ponta para encontros virtuais, como shows e transmissões corporativas, além de ensaios de grupos musicais. 

“Blitz do Bem” entrega kits de limpeza e máscaras, na Serra

Nesta quarta-feira (27), uma equipe do Departamento de Operações de Trânsito (DOT), em parceria com a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Saúde do município, distribuiu kits de limpeza e máscaras de proteção.

Observatório online ajuda a fortalecer a gastronomia regional

Com coordenação e execução da instituição, o Observatório busca realizar ações de pesquisa e de documentação sobre as cadeias produtivas, os sistemas alimentares, e demais temas referentes à culinária.

Robô virtual de Vila Velha oferta cursos gratuitos pelo Whatsapp

O primeiro curso divulgado é o “Empreenda Vila Velha Digital”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec).
Continua após publicidade