Espírito Santo fecha primeiro semestre com resultado superavitário

Foto: Reprodução

O resultado foi considerado positivo nos cinco primeiros meses do ano

Sinal positivo. O Espírito Santo encerrou o primeiro semestre de 2019 mantendo o resultado orçamentário superavitário, de acordo com Painel de Controle da Macrogestão Governamental do Estado, divulgado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-ES).

Assim como nos cinco primeiros meses do ano, em junho, o gasto foi menor do que  o arrecadado e o Estado fechou o mês com superávit de R$ 89,84 milhões.

A arrecadação foi de R$ 1,42 bilhão e o gasto de R$ 1,33 bilhão. Na comparação com o mês anterior (maio), houve uma queda de -22,77% na arrecadação. Já comparando com o mesmo mês do exercício anterior (junho/2018), a arrecadação cresceu 18,01%.

O coordenador do Núcleo de Gestão Macrogovernamental do tribunal, auditor de controle externo Robert Luther Salviato Detoni, disse que em vista da volatilidade dos recursos dos royalties, destaca-se que o peso dos royalties computados na RCL vem crescendo nos últimos 12 meses: em julho de 2018 era de 11,19% e em junho de 2019 passou para 12,93%.

“Sobre isso, fazemos um alerta aos poderes, tendo em vista que os recursos dos royalties não podem ser gastos com pessoal e são valores incertos”, ressaltou Detoni.

Conteúdo Publicitário