18.8 C
Vitória
quinta-feira, 25 DE julho DE 2024

População preta e indígena cresce no Espírito Santo

Censo 2022 revela que metade dos capixabas são pardos, enquanto a população branca teve uma redução

Por Kebim Tamanini

O Censo 2022 conduzido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que o Espírito Santo teve um aumento em sua população nos últimos anos, totalizando atualmente 3.833.712 pessoas, representando um crescimento de 9,1% em relação aos dados de 2010. Notavelmente, destaca-se o aumento no número de pessoas pretas e indígenas no estado.

- Continua após a publicidade -

A população preta registrou um crescimento significativo de 46,5%, totalizando 429.680 pessoas, enquanto os indígenas apresentaram um aumento de 50,3%, alcançando um total de 14.410 pessoas. Contrariamente, houve uma redução de 80,6% na população capixaba que se autodeclara amarela, em comparação com o censo anterior.

Censo 2022 revela que metade dos capixabas são pardos, enquanto a população branca teve uma redução

Os capixabas que se autodeclaram pardos agora correspondem à metade da população, registrando um crescimento de 11,7%. Por outro lado, as pessoas brancas tiveram uma redução semelhante às amarelas, com 0,2%. Entre os 75 municípios capixabas, 43 têm a maioria da população autodeclarada como parda, enquanto 35 têm a maioria identificada como branca, evidenciando a pluralidade étnica do estado.

Outro dado relevante é a idade mediana do Espírito Santo, fixada em 35 anos. Esse indicador, que representa a idade que divide a população ao meio, revela que metade dos capixabas têm até 35 anos. Ao analisar a idade mediana por autodeclaração étnica, observam-se diferenças significativas: a população que se autodeclara como branca tem uma idade mediana de 38 anos, enquanto a população amarela apresenta 37 anos, a preta 36 anos e a indígena 34 anos.

Dados nacionais

O panorama demográfico do Brasil revela uma mudança sociocultural significativa: pela primeira vez, os brasileiros que se autodeclaram pardos ultrapassaram numericamente os brancos. De acordo com as informações coletadas, a população residente no país é composta por 92.083.286 pessoas que se identificam como pardas, totalizando impressionantes 45,3% do total. Esse número supera os 88.252.121 brasileiros autodeclarados como brancos, que representam 43,5% da população.

Além disso, o censo destaca outras categorias étnico-raciais, evidenciando a diversidade do povo brasileiro. Os dados revelam que 20.656.458 pessoas se consideram pretas (10,2%), 1.694.836 indígenas (0,8%) e 850.130 amarelas (0,4%).

“É a primeira vez que ocorre essa inversão, com a população parda maior que a branca. Essa é a grande mudança na estrutura da população que o levantamento apresenta”, destaca uma das coordenadoras do Censo do IBGE, Marta Antunes.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA