22.1 C
Vitória
sábado, 25 maio, 2024

Podemos anuncia pré-candidatura de Capitã Estéfane em Vitória

Atual vice-prefeita, Capitã Estéfane será a candidata do partido na disputa pelo Executivo da capital

Por Robson Maia

A atual vice-prefeita de Vitória, Capitã Estéfane, foi mais uma a anunciar a pré-candidatura visando a disputa pelo Executivo da capital capixaba. O nome da militar foi confirmado pelo Podemos, durante evento da sigla em Brasília (DF), nesta semana.

- Continua após a publicidade -

O anúncio foi realizado pela presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu, e contou com a participação do presidente do partido no Espírito Santo, deputado federal Gilson Daniel.

Estéfane celebrou a chegada ao Podemos e destacou o projeto político da sigla de protagonismo feminino nas próximas eleições municipais. Responsável pelas articulações do partido no Espírito Santo, Gilson Daniel comentou sobre a chegada da vice-prefeita ao partido.

“Estamos conversando a algum tempo e fiz o convite, junto com nossa presidente Renata, para a disputa da prefeitura de nossa capital. Estéfane tem a cara do Podemos, é jovem, com ideias modernas e que pensa uma cidade mais justa, desenvolvida e com oportunidades. Muito feliz com a resposta ao chamado do partido. Vamos qualificar o debate e pensar de forma conjunta alternativas para o desenvolvimento de Vitória”, disse Gilson Daniel.

Renata Abreu também reforçou a importância da presença de Estéfane no partido para os planos do Podemos e deu as boas vindas para a nova filiada.

“Estou muito feliz em anunciar a pré-candidatura à prefeitura da vice-prefeita de Vitória, Capitã Estéfane, pelo Podemos. Tenho certeza de que a força de nós, mulheres, fará a diferença no Espírito Santo e em todo o Brasil”, disse Renata.

Natural de Minas Gerais, mas criada em Vitória, Capitã Estéfane foi eleita vice-prefeito na chapa de Lorenzo Pazolini (Republicanos) em 2020. Logo no início do mandato, as partes romperam as relações políticas, com os atritos se tornando públicos.

Durante um evento de ordem de serviço , em 2022, Pazolini chegou a tirar o microfone da mão da vice-prefeita, impedindo assim Estéfane de discursar ao público. Em declarações posteriores, a militar afirmou que a situação seria recorrente.

Outro sinal de afastamento entre as partes foi durante as eleições de 2022, quando a vice-prefeito integrou a campanha de reeleição do atual governador Renato Casagrande (PSB), com quem Pazolini mantém um relacionamento distante.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA