25 C
Vitória
sábado, 4 abril, 2020

PIB capixaba fica estável no último trimestre de 2019

Leia Também

Covid-19 no Brasil: 432 mortes e mais de 10 mil casos confirmados

Balanço do Ministério da Saúde divulgado neste sábado (4) aponta para 73 novos óbitos no país em razão da covid-19 O balanço dos casos de...

Como proteger o fluxo de caixa em tempos de pandemia?

O que vem pela frente, agora, são os debates sobre a possibilidade de os empresários usarem o argumento de força maior.

Filme sobre o novo coronavírus já está pronto. Veja o trailer!

“Corona” é o nome do longa que será lançado em breve.O filme conta a história de sete pessoas presas em um elevador e uma delas está infectada.

Apresentação do comprovante de multa eleitoral deixa de ser obrigatório

O sistema elo evita que os eleitores precisem ir aos cartórios eleitorais para comprovar o pagamento de multas eleitorais.

Resultado não reflete a economia do Estado, afirmou o secretário de Fazenda

O anúncio foi feito na tarde desta quinta-feira (26) na live do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN). De acordo com o instituto, o Produto Interno Bruto (PIB) do Espírito Santo fechou em 0% no quarto trimestre de 2019, se comparado ao mesmo período de 2019. O resultado foi puxado pelo baixo desempenho das indústrias extrativistas que recuou 15,7%. Todavia, o comércio varejista e o setor de serviços tiveram resultados positivos.

“Tivemos um PIB estável também no acumulado de 2019. Porém, isso não reflete a economia do Espírito Santo. Prova disso foi o balanço do ICMS do ano passado, fechado em 11,3%, que representa tudo o que uma empresa vende para o mercado interno e externo”, analisou o secretário de Estado de Fazenda, Rogelio Pegoretti.

Contudo, o varejo ampliado, teve sua maior alta na venda de materiais de escritório e informática, com alta de 43,2%. Outro setor que puxou o indicador foram as vendas de veículo, motocicletas e peças, com o índice 12,3% maior que o último trimestre de 2018.
Outro indicador responsável pela estabilização do PIB capixaba é o setor de serviços, que cresceu 1%. O indicador foi puxado pelos serviços prestados às famílias, + 6,9%, e transportes, + 3,4%.

Segundo o diretor presidente do Instituto, Luiz Paulo Vellozo Lucas, apesar de esses dois setores terem tido um bom desempenho, a estabilidade do PIB no último trimestre de 2019, não foi uma surpresa. “A tragédia de Brumadinho, seguida da redução das atividades da Vale e a retração na fabricação de celulose e a produção e extração de minério de ferro, puxaram o índice para baixo. Esse resultado já era esperado, pois seguiu o cenário de todo o ano”, declarou.

Publicidade

ES Brasil Digital

ES Brasil 174
Continua após publicidade

Fique por dentro

Como proteger o fluxo de caixa em tempos de pandemia?

O que vem pela frente, agora, são os debates sobre a possibilidade de os empresários usarem o argumento de força maior.

5 vantagens que a atividade física traz ao mercado de trabalho

Exercícios físicos podem ajudar as pessoas a terem uma vida mais prazerosa e crescerem profissionalmente Com a correria do dia a dia, muitas pessoas entram...

Venda de imóvel? Saiba o que é lucro imobiliário e o impacto no IR

O ucro imobiliário se configura quando o proprietário vende um imóvel por um valor mais alto do que comprou. Veja os impactos causados no IR.

Coronavírus pode reduzir exportações em US$ 18,6 bi, informa CNI

A projeção inicial foi baseada na estimativa de que o PIB global encolherá 1,1% em 2020. A quantidade exportada deve cair 56 milhões de toneladas.

Vida Capixaba

Filme sobre o novo coronavírus já está pronto. Veja o trailer!

“Corona” é o nome do longa que será lançado em breve.O filme conta a história de sete pessoas presas em um elevador e uma delas está infectada.

Confira a previsão do tempo para o fim de semana!

O tempo ficará instável neste fim de semana, segundo o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

Semana Santa marcada pela tradicional torta capixaba

A tradicional Torta Capixaba, um dos pratos mais tradicionais da época, será vendida nos estabelecimentos, apesar da crise causada pelo novo coronavírus.

Tempo: o que esperar para abril?

O mês de abril será marcado por temporais, chuvas volumosas e potencial para alagamentos. O mês começa com alerta e situação de perigo para chuvas fortes.
Continua após publicidade