20.9 C
Vitória
sexta-feira, 14 junho, 2024

PIB capixaba cresce quase o dobro da média nacional

Indústria, varejo e serviços puxam aumento de 5,7% e giram a economia

Por Gustavo Costa

Um estado estruturado, com as contas em dia e que segue crescendo a despeito do cenário no resto do país. Assim é percebido o Espírito Santo, que fechou o ano de 2023 com o seu Produto Interno Bruto (PIB) com 5,7% de crescimento em relação ao ano anterior.

- Continua após a publicidade -

Os dados foram apresentados pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (6). Para se ter ideia desse resultado, a média naciona em 2023l, divulgada no início do mês, ficou em +2,9%.

A estimativa do PIB nominal em terras capixabas no quarto trimestre de 2023 foi de R$ 58,2 bilhões. Em valores acumulados, o PIB totalizou R$ 230,2 bilhões em 2023, o maior da série histórica.

Para o diretor-geral do IJSN, Pablo Lira, o Espírito Santo passa por um momento de otimismo e crescimento considerável em seguimentos fundamentais. “O Estado assiste à redução na taxa de desocupação, aliada ao aumento da renda média do trabalho, registramos também um avanço do PIB que é destaque em comparação à média nacional”, frisou.

O governador do Estado, Renato Casagrande, comemorou o resultado nas redes sociais. “O PIB do Espírito Santo cresceu +5,7% em 2023. Além disso, alcançamos a menor taxa de desemprego da série histórica! Esse sucesso é resultado da força do trabalho capixaba, da gestão fiscal e dos investimentos que caracterizam nossa gestão”, celebrou ele.

Análise por setor

No Espírito Santo, os destaques estão nos setores de indústria, varejo e serviços, que puxaram o índice para cima. A primeira, acumulou crescimento de 11,1%, uma verdadeira surra na média do setor na pesquisa nacional (1,6%). O desempenho pode ser explicado na produção da Indústria extrativa (+20,5%), que foi um reflexo do grande momento da extração de petróleo (+23,2%) e gás natural (+22,7%), além da pelotização de minério de ferro pela Vale (+31,7%) e pela Samarco (+11,6%).

A seguir, fechando o pódio no Estado, tivemos o comércio varejista (+9,3%) e serviços (+7,0%). Enquanto o comércio foi beneficiado pelas altas nas vendas de veículos, partes e peças (+23,5%), o de serviços cresceu principalmente pelos +9,7% em serviços profissionais, administrativos e complementares e +9,3% em transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio.

No sentido contrário, o setor agropecuário recuou 3,5% em comparação a 2022. Não tinha como ser diferente, uma vez que a agricultura caiu 7,0% por conta das baixas do café conilon (-11,1%) e arábica (-24,7%); além do mamão (-17,5%). Os detalhes sobre o estudo do PIB capixaba podem ser conferidos no site do IJSN.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA