24.9 C
Vitória
terça-feira, 25 junho, 2024

Perto da estreia na Série B, Santos faz nova reformulação

O técnico Fábio Carille falou em até três reforços para a Série B. “Não poso cravar que está 100% certo, mas já tem conversas e observações

Com o fim do Paulistão, a diretoria do Santos voltou a reestruturar o elenco para o início da Série B do Campeonato Brasileiro, o grande objetivo da equipe na temporada. Nos últimos dias, direção e comissão técnica estão avaliando quem fica e quem sai. O último a deixar o clube foi o zagueiro Messias, emprestado ao Goiás.

O defensor de 29 anos foi emprestado ao time goiano até o fim da Série B. Messias havia desembarcado no Santos em dezembro de 2022 e somou 44 jogos pela equipe paulista, com três gols. Ao longo de 2023, ele foi uma das referências da defesa santista, apesar da fraca campanha do time no Brasileirão.

- Continua após a publicidade -

Também nesta semana o lateral-esquerdo Felipe Jonatan se despediu do clube da Vila Belmiro. Ele rescindiu contrato para acertar com o Fortaleza. A negociação envolve uma troca com o clube cearense. O também lateral Gonzalo Escobar deve se apresentar ao Santos nos próximos dias.

Outros que podem deixar o clube ainda antes do início da Série B são o atacante Alfredo Morelos e o lateral-direito Hayner. As dispensas visam mais uma vez reduzir a folha salarial do Santos para abrir espaço para novas contratações.

Nos últimos dias, o técnico Fábio Carille falou em até três reforços para a Série B. “Não poso cravar que está 100% certo, mas já tem conversas e observações em cima das nossas necessidades. Creio que vão chegar três peças bem pontuais para que a gente fique mais forte”, disse o treinador, em entrevista ao canal Esporte por Esporte.

Ao mesmo tempo em que anuncia saídas, o Santos se torna alvo de diversos rumores sobre as contratações. Até Alexandre Pato, sem clube desde que deixou o São Paulo no fim do ano, foi alvo de especulações nesta semana. A direção santista não se manifestou sobre os nomes levantados pela imprensa.

As mudanças no elenco fazem parte de um novo processo de reestruturação do Santos. É a segunda vez que isso acontece desde que Marcelo Teixeira voltou a ser presidente do clube, no fim do ano passado. Na ocasião, o dirigente anunciou redução de custos da ordem de 45% no elenco, derrubando a folha salarial de R$ 14,8 milhões para R$ 8,1 milhões.

A economia foi feita com base em dispensas e redução de salários para os jogadores que foram mantidos no elenco. Ao mesmo tempo, o Santos agiu no mercado. Foram 14 contratações para a temporada, entre jogadores mais experientes e apostas: os laterais Aderlan, Hayner e Jorge, o zagueiro Gil, os volantes João Schmidt e Diego Pituca, os meias Giuliano, Cazares e Otero, e os atacantes Guilherme, Marcelinho, Pedrinho e Willian Bigode

Estreia na Série B

O Santos conheceu na noite de quinta-feira o início da sua trajetória na Série B. A estreia na segunda divisão está marcada para o dia 19, sexta-feira, e será logo em casa. O jogo contra o Paysandu foi marcado para a Vila Belmiro, às 20 horas.

Nas rodadas seguintes, o time paulista vai enfrentar o Avaí, fora de casa (26/04); o Guarani, em casa (6/05); e o Amazonas, fora de casa (11/05). A CBF só desmembrou as quatro primeiras rodadas até agora. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA