Sinal verde para os patinetes em Vila Velha

Os patinetes em Vila Velha só puderam operar após regulamentação da prefeitura via decreto
(Foto - Fabrico Lima/Divulgação)

Sistema Bike VV também passará por ampliação

O mês de setembro começou com a permissão oficial para operação do sistema de patinetes elétricos compartilhados em Vila Velha. O prefeito Max Filho fez a assinatura do decreto municipal para implantação do serviço no domingo (1°), na Praia da costa.

O gestor municipal explicou que o sistema foi fruto da participação popular. “Antes de autorizar mais esta possibilidade de mobilidade urbana, a prefeitura de Vila Velha realizou uma consulta pública”, afirmou Max Filho. Ele aproveitou para anunciar o plano de expansão do sistema de compartilhamento de bicicletas Bike VV. Atualmente conta com 20 estações localizadas em oito bairros.

“A concessão da operação da Tembici/Bike VV termina no dia 15 de dezembro. No próximo dia 16 de setembro publicaremos, no Diário Oficial do Município de Vila Velha, uma nova concorrência pública referente ao sistema de compartilhamento de bicicletas. Pretendemos expandir esta operação a outros bairros, com um maior número de estações e com mais bicicletas disponíveis à população”, acrescentou o prefeito.

Valores e aplicativo

A gerente de Relacionamento Institucional e Governamental da Grow Brasil, empresa responsável pelos patinetes Yellow Fernanda Laranja, explicou como o usuário poderá utilizar os patinetes elétricos e ter acesso ao sistema:

“Iremos, inicialmente, trabalhar nas mesmas áreas do sistema de compartilhamento de bicicletas em Vila Velha. Os usuários poderão acessar o sistema por meio do aplicativo Yellow, via sistemas Androide e IOS. Por meio do aplicativo, o usuário pode desbloquear nossos equipamentos, via cartão de crédito ou através da compra de créditos. Nosso sistema não possui estações. Os clientes podem pegar e deixar os patinetes elétricos ao longo da cidade. O equipamento pode ser desbloqueado por R$ 3,00 (três reais) a um custo de R$ 0,50 (cinquenta centavos por minuto) de utilização, a partir do desbloqueio”.

As regras

Pela legislação, a velocidade máxima permitida para veículos ciclo elétricos é de 20 km/h. Eles poderão circular em vias cujo o limite de velocidade seja inferior a 40 km/h, na mão da via ao lado direito. Portanto, fica proibida a utilização nas calçadas e em vias arteriais, como: Avenida Hugo Musso, Avenida Luciano das Neves, Rodovia Darly Santos, Avenida Carlos Lindemberg e Avenida Champagnat (as duas últimas possuem ciclovias, onde o uso é permitido).

Somente poderão fazer uso dos veículos ciclo elétrico os maiores de 16 anos e com utilização de calçado firme ao pé. Não é permitido o transporte de animais e cargas; e nem a utilização do mesmo veículo ciclo elétrico por mais de um usuário. Além disso, a empresa permissionária e/ou autorizada deverá manter seguro de responsabilidade civil de usuários.

Já o usuário que descumprir as exigências será advertido e poderá ter seu cadastro junto a empresa operadora cancelado.


LEIA TAMBÉM
Conteúdo Publicitário