26 C
Vitória
quinta-feira, 11 agosto, 2022

Matilde: você conhece tudo o que esse paraíso oferece?

Leia Também

História, esportes radicais e curiosidades. As opções de lazer em Matilde, Alfredo Chaves, no Sul do Espírito Santo, vão muito além das famosas cachoeiras

Por Wesley Ribeiro 

Sem dúvida, Matilde, distrito de Alfredo Chaves, no Sul do estado, é um dos destinos turísticos mais procurados no Espírito Santo. Especialmente, pela abundância de belezas naturais e de cachoeiras refrescantes. Na região, a natureza não economizou no caminho das águas.

No entanto, as atrações não desaparecem com as corredeiras. Além do charme, das belas paisagens, pousadas e dos (bons) restaurantes, Matilde, que fica a cerca de 85,5 quilômetros de Vitória, aproximadamente 1 hora e 40 minutos de viagem, tem muita história para contar, belíssima arquitetura e curiosidades de tirar o fôlego.

É impossível passar pelo paraíso de Alfredo Chaves e não visitar, por exemplo, a Estação Ferroviária de Matilde, que tornou-se um museu que guarda a memória da cidade, cujas exposições remontam ao início do século 20.

Perto dali, o túnel de Matilde, monumento digno de um filme de terror, escuro, molhado, com morcegos e outros insetos, é outra atração que desafia os mais corajosos – queles que se arriscam a descer os 65 degraus que cortam a passagem do início ao fim.

Com o avanço da pandemia de Covid-19 e o cancelamento de carnavais de rua e outras festas que provocam aglomeração em vários municípios capixabas, vale a pena conhecer as atrações que Matilde tem a oferecer.

Estação Ferroviária de Matilde

esbrasil-estacao-ferroviaria-matilde
Estação Ferroviária de Matilde, em Alfredo Chaves – Foto: Divulgação/PMAC

Inaugurada em 1910, a Estação Ferroviária de Matilde fez parte da Estrada de Ferro Leopoldina Railway.

Segundo a secretaria de Estado de Cultura (Secult), é a única estação ferroviária tombada no Espírito Santo que possui características arquitetônicas anteriores a Revolução Industrial.

A estação era o último ponto ligando a cidade de Matilde (Mathilde na época, o que pode ser comprovado em um letreiro) à Vitória, passando pelo Rio Benevente.

Com um museu instalado no lugar, o visitante pode conhecer um pouco mais da história local e se estiver cansado, revigorar as forças em um café que também fica instalado ali. A Estação Ferroviária de Matilde oferece uma infinidade de programas, que fazem da mesma, uma parada obrigatória em Alfredo Chaves.

Túnel Encantado

esbrasil-tunel-encantado-matilde
O Túnel Encantado é uma das atrações mais desafiadoras e cercada de curiosidades – Foto: Reprodução/Instagram

Há cerca de 400 metros da Estação Ferroviária, outra atração desafia os visitantes: o Túnel Encantado. A passagem é digna de um filme de horror.

Escura, molhada, cheia de insetos e morcegos, a viela é um espaço artificial com uma escadaria de pedras (65 degraus de aproximadamente um metro de altura) pelos quais corre um trecho do Rio Benevente.

Segundo a Prefeitura Municipal de Alfredo Chaves, o túnel foi construído no início do século XX pelos espanhóis, com mão de obra escrava, para desviar o fluxo da água do córrego formado pelo Rio Novo de Matilde que passava por cima da linha férrea.

A correnteza de água que desce é muito forte e o túnel é escuro, pois não há iluminação e a luz do dia não consegue penetrar pela descida do túnel. O curso do rio passa todo pelo túnel, com água na altura da canela.

Para acessar é necessário caminhar por trilhos da estação, mais ou menos uns 400 metros, e entrar na mata onde há uma placa indicativa e descer uma trilha. Hoje, o local é um ponto turístico e recebe aventureiros que vão a Matilde em busca de emoção.

Na verdade, não há motivos para deixar de se aventurar no lugar. Segundo a Prefeitura, a descida pode levar cerca de 20 minutos. E para que a experiência aconteça com adrenalina, mas também de forma segura, é recomendado usar lanterna, calçado apropriado e não haver ingerido bebida alcoólica.

Cachoeira de Matilde

esbrasil-cachoeira-de-matilde
A Cachoeira de Matilde é uma das principais atrações do local – Foto: Divulgação/PMAC

Seguindo pelo Caminho das Águas, grande atrativo de Matilde, uma boa pedida é visitar a Cachoeira de Matilde (chamada no passado de Cachoeira Engenheiro Reeve).

Considerada um dos pontos turísticos mais postados nas redes sociais. É um dos destinos capixabas de pura beleza natural, repleto de bucolismo e aventura.

Com 70 metros de altura, é também considerada a maior em queda livre de todo o Espírito Santo. Assim sendo, se destaca por atrair, principalmente, os adeptos do trekking e do rapel, segundo a Prefeitura.

Outro atrativo do local é o Mirante da Cachoeira de Matilde que favorece as ações de turismo na região. No espaço, é possível observar uma vasta área de floresta nativa, além do principal ponto turístico do município, a referida Cachoeira de Matilde.

Cachoeira da Vovó Lucia

esbrasil-cachoeira-vovo-lucia-matilde
Cachoeira Vovó Lúcia também atrai turistas – Foto: Reprodução/Instagram

Seguindo pelo Caminho das Águas, uma das várias cachoeiras que podemos encontrar em Matilde, com local perfeito para tomar um revigorante banho de águas limpas e temperatura ideal é a Cachoeira da Vovó Lúcia.

O local é de fácil acesso, fica bem próxima à estrada de chão em um Vilarejo. Possui duas quedas de água, uma pequena e outra maior. A menor possui uma prainha excelente para banho, principalmente para crianças, pois é bem rasa, e também contém areia grossa.

É uma cachoeira bem estruturada, possui um ponto de apoio, no qual o proprietário comercializa bebidas e petiscos para os visitantes. Mas atenção: é proibido entrar com bebidas. Outra opção é usar as churrasqueiras disponíveis no local e pagar uma pequena taxa para ajudar na manutenção do local.

Cachoeira Darós

esbrasil-cachoeira-daros-matilde
A Cachoeira Darós é mais uma opção refrescante em Matilde – Foto: Reprodução/Instagram

Com ambiente tranquilo para famílias, também é uma ótima opção para quem tem crianças.

A Cachoeira Darós possui uma prainha na frente em que é possível sentar, pegar um sol ou até fazer um piquenique em família.

A cachoeira possui duas entradas, um acesso pela estrada e um por dentro de uma pousada.

Em nenhum dos dois acessos é cobrada a entrada e os dois acessos são fáceis, não é necessário fazer uma longa trilha, segundo informam nas redes sociais os visitantes do local.

Onde ficar em Matilde

O distrito conta com pousadas e restaurantes com valores acessíveis de hospedagem. Vale muito a pena ficar pelo menos uma noite no distrito para sentir, de fato, o clima do lugar.

Mas atenção, Matilde não possui bancos. Para acessar agências bancárias é necessário seguir até o Centro de Alfredo Chaves.

Continua após publicidade

Mais Aonde ir

Blogs e colunas