Malibu: o elegante sedan da Chevrolet

Um luxuoso lançamento se prepara para conquistar o mercado automobilístico brasileiro, o Malibu, da Chevrolet. De acordo com a fabricante General Motors, no mês que vem estará no mercado a nova geração do sedan, produzido nos EUA e que se encaixa numa categoria entre o Vectra e o Omega. Apresentando-se como um importado completo e sem pontos fracos evidentes, no qual os projetistas procuraram evitar inovações excessivas, o Malibu é elegante e contemporâneo.

O modelo, sucesso no país de origem, já roda em testes de adaptação no Brasil, aonde deve chegar com preço estimado entre R$ 90 mil e R$ 100 mil. Com uma estrutura projetada pela Cadillac, o veículo carrega o DNA da divisão de alto luxo da norte americana GM. Um veículo grande, com tração dianteira, que usa a plataforma Epsilon, a mesma do Saturn Aura e do Saab 9-3.

Nos EUA, o Malibu apresenta quatro versões de acabamento e três de motorização (2.4, 2.4 híbrida e V6 3.6). A mais potente tem bloco de alumínio, 24 válvulas e comando de válvulas variável, com 252 cv e 34,7 mkgf de torque a adequadas 3.200 rpm, sendo a mais cotada para chegar ao Brasil. O V6, que pode ser encontrado no Cadillac CTS, está unido a uma caixa de seis marchas. Na pista de testes, o carro acelerou de 0 a 100 km/h em seis segundos e percorreu 400 m em 14,6s. Na frenagem de 130 km/h, levou 69,4 metros para parar.

As linhas clássicas e atraentes estão presentes também em seu interior. Os assentos dianteiros são confortáveis e oferece um apoio lateral adequado. É um carro bem espaçoso, conseqüência do aumento em 15cm na distância entre eixos. As peças, moldadas em materiais de boa qualidade e textura, têm encaixes perfeitos. O painel de instrumentos apresenta três divisões bem definidas (conta-giros, velocímetro e marcadores de combustível e de temperatura) e oferece fácil leitura.

O novo Malibu é um sedan com virtudes suficientes para agradar aos mais exigentes. Ele tem boa estabilidade, sem transmitir a sensação de “flutuar” em altas velocidades. O nível de ruído é baixo. A direção é precisa e as trocas de marcha são suaves, embora o kick-down (manobra para entregar o máximo de torque e potência disponível naquele momento) pudesse ser mais rápido. Com tanta presença, certamente o modelo vai agradar em cheio.

Conteúdo Publicitário

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome