27.9 C
Vitória
segunda-feira, 17 junho, 2024

Laudo preliminar indica causa da morte de fã da Taylor Swift

A suspeita é de que a morte tenha sido ocasionada pela forte onda de calor que atingiu a capital fluminense

Um laudo preliminar feito com base em exames realizados pelo Instituto Médico Legal (IML) apontou que Ana Clara Benevides, fã que morreu no primeiro show da The Eras Tour, da cantora Taylor Swift, no Rio de Janeiro, teve hemorragia pulmonar. A informação foi confirmada pela Polícia Civil à CNN Brasil nesta segunda-feira, 20.

Conforme a emissora, novos exames foram solicitados, já que ainda não é possível concluir a causa da morte de Ana Clara. Segundo a delegada Juliana Almeida, a previsão de entrega dos resultados é de 30 dias.

- Continua após a publicidade -

A suspeita é de que a morte tenha sido ocasionada pela forte onda de calor que atingiu a capital fluminense. No dia, a sensação térmica ficou próxima aos 60ºC e a artista, inclusive, interrompeu o show algumas vezes para entregar água aos fãs.

O Estadão entrou em contato com a assessoria da T4F, responsável pela organização do evento, para comentar os resultados do laudo preliminar, mas ainda não obteve retorno.

O que pode ter ocasionado a hemorragia pulmonar?

A delegada Juliana Almeida comentou, em entrevista à CNN Brasil, que calor, insolação e desidratação são alguns dos fatores que podem ocasionar hemorragia pulmonar. Ainda é cedo, porém, para concluir que Ana Clara morreu por hipertermia – ou exposição ao calor intenso.

Entenda o caso

Com um público de cerca de 60 mil pessoas, o primeiro show da turnê The Eras Tour, da cantora Taylor Swift, no Brasil ficou marcado por uma tragédia na noite de sexta-feira, 17. Ana Clara Benevides, de 23 anos, era fã da artista e morreu após o show no Estádio Nilton Santos, o Engenhão, no Rio.

A T4F, responsável pela organização do show no País, lamentou a morte e disse ter oferecido suporte à jovem. Segundo a nota da empresa, ela foi “prontamente atendida pela equipe de brigadistas e paramédicos, sendo encaminhada ao posto médico” do estádio. Em seguida, a jovem foi levada ao Hospital Salgado Filho, onde morreu depois de quase uma hora de atendimento.

No entanto, em entrevista ao Fantástico, da Rede Globo, a mãe da jovem, Adriana Benevides, revelou que as equipes da T4F e de Taylor não entraram em contato para prestar suporte à família. Ela estava com dificuldade para transladar o corpo da filha de volta para Mato Grosso do Sul, onde a jovem nasceu.

A Tickets For Fun, por meio de comunicado, relatou ter entrado em contato com a família de Ana Clara e reafirma estar disponível para prestar toda a assistência necessária. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA