Lacen/ES é referência nacional em tuberculose e micobacteriose

es brasiI_lacen

O laboratório estadual também foi reconhecido pela qualidade de 26 exames realizados, o único no Brasil

O Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen) é um dos cinco laboratórios selecionados pelo Ministério da Saúde para atuar como referência regional em Tuberculose e Micobacterioses não tuberculosas. O laboratório ganhou destaque no ano de 2019. Além disso, também é reconhecido pela velocidade na realização de testes para o diagnóstico de sarampo e na liberação de seus resultados, feitos em até quatro horas.

es brasil_lacen_2
Lacen/ES também foi reconhecido pelo Inmetro. Foto: Divulgação

Com índices positivos, o Lacen, ocasionou a acreditação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), que o reconheceu pela qualidade em 26 tipos de exames realizados, sendo o único laboratório de saúde pública no Brasil com esse quantitativo de ensaios acreditados pela NBR ISO/IEC 17025:2017.

O coordenador geral da unidade, Rodrigo Ribeiro Rodrigues, destaca o desenvolvimento do trabalho no laboratório para alcançar esses destaques.

“Ao longo do último ano implementamos o Sistema de Gestão da Qualidade com objetivo de desenvolver ações de modernização e nos capacitar para novas metodologias. Com este trabalho em desenvolvimento, passamos a ser o único laboratório de saúde pública no Brasil com um escopo contendo 26 ensaios acreditados pelo INMETRO e queremos passar deste número para 41 exames já neste novo ano”, disse o coordenador.

Evolução

O laboratório alcançou melhorias que resultaram em bons números, como o aumento na produtividade em 29,9% quando comparado aos últimos três anos (2015-2018); a diminuição significativa no tempo de liberação dos laudos de exames realizados no Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL), com 68,5% dos exames liberados em até 15 dias; na agilidade na investigação e identificação dos agentes etiológicos durante surtos; e no aumento de 188% no faturamento junto ao Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com Rodrigo, a instituição passou por uma reestruturação na organização laboratorial e nos fluxos de processos ao longo deste último ano. “Implementamos mudanças cruciais, como a fusão de laboratórios, otimização de nosso RH e da infraestrutura e também a linearização de setores que se encontravam dispersos, reunindo-os no mesmo andar, dentre outros tantos fatores que juntos nos possibilitaram alcançar os resultados positivos”, explicou.

O objetivo do laboratório para 2020 é aumentar o escopo de ensaios acreditados pelo INMETRO, passando de 26 para 41, e realizar ações que garantam o fortalecimento da vigilância em saúde e permitam a otimização dos processos laboratoriais com maior eficácia e agilidade na liberação dos laudos.

“Com a expansão da capacidade operacional, automatização de ensaios e implantação de novas metodologias, dentre elas um aumento significativo nos testes diagnósticos baseados em biologia molecular, será possível a realização, em solo capixaba, de análises laboratoriais de agravos endêmicos, que atualmente são encaminhados para laboratórios de referência em outros Estados e cujos resultados demoram, em alguns casos, mais de 12 meses para serem liberados”, informou o coordenador do Lacen/ES.

Leia Também