26 C
Vitória
sexta-feira, 12 abril, 2024

Hamilton supera Verstappen no 1º treino livre do GP de Cingapura

O bom desempenho de Hamilton dá esperanças aos seus torcedores uma vez que o inglês busca alcançar o recorde de vencer ao menos uma corrida por ano ao longo de 16 temporadas

A primeira oportunidade de Max Verstappen de confirmar o bicampeonato mundial de Fórmula 1 começou com o holandês atrás de Lewis Hamilton, nesta sexta-feira, no primeiro treino livre do GP de Cingapura. O inglês, que quase impediu o primeiro título do rival em 2021, foi o mais rápido na sessão de abertura do GP, no circuito de rua de Marina Bay.

Hamilton, demonstrando mais um sinal de recuperação da Mercedes, completou a volta mais rápida do treino com o tempo de 1min43s033. Verstappen veio logo atrás, com 1min43s117. Ambos completaram 20 voltas no traçado, contra 17 do monegasco Charles Leclerc, o terceiro mais veloz da sessão, com 1min43s435.

- Continua após a publicidade -

O bom desempenho de Hamilton dá esperanças aos seus torcedores uma vez que o inglês busca alcançar o recorde de vencer ao menos uma corrida por ano ao longo de 16 temporadas. No momento, ele divide essa marca com Michael Schumacher, com 15 campeonatos seguidos contando com pelo menos um triunfo.

O piloto inglês tem larga experiência no complicado e veloz traçado de Cingapura. São quatro vitórias na etapa que está voltando ao calendário neste ano após duas temporadas de ausência. Verstappen, líder do campeonato, ainda não venceu no traçado. E precisa de uma combinação de resultados para selar o bicampeonato no domingo.

Companheiro do holandês na Red Bull, o mexicano Sergio Pérez, desta vez, não ficou tão distante de Verstappen. Anotou o quarto tempo, com 1min43s839. O inglês George Russell, companheiro de Hamilton na Mercedes, veio logo atrás, com 1min44s066. E o espanhol Carlos Sainz Jr., da Ferrari, registrou o sexto tempo: 1min44s138.

O Top 10 contou ainda com o francês Esteban Ocon, da Alpine, no sétimo lugar, com 1min44s736. Ele foi seguido de perto pelo canadense Lance Stroll (Aston Martin), com 1min45s221; pelo francês Pierre Gasly (AlphaTauri), com 1min45s258; e pelo espanhol Fernando Alonso (Alpine), com 1min45s336.

O treino foi marcado por uma bandeira vermelha, que causou a interrupção da sessão a 20 minutos do fim. Stroll acertou a barreira de proteção, sem maiores consequências para o piloto e seu carro.

Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA