20.6 C
Vitória
sábado, 19 junho, 2021

Governo vai escolher gestora de R$250 milhões do Fundo Soberano

Governo vai selecionar a empresa que vai fazer a gestão dos recursos a serem investidos em outras empresas

O Governo do Estado vai escolher um gestor privado para administrar R$250 milhões dos recursos do Fundo Soberano do Estado do Espírito Santo (Funses) e investir em negócios novos ou empreendimentos que já existem no Estado. O Fundo vai investir em empresas no modelo de “venture capital”, ou seja, vai comprar ações ou sociedade delas.

O Fundo Soberano do Espírito Santo foi criado em 2019 com dinheiro de royalties e do petróleo, sendo que o Espírito Santo é o primeiro estado a ter um Fundo Soberano.

O anúncio foi feito hoje (11) pelo governador Renato Casagrande e o edital de licitação será publicado nesta quarta-feira (12). Casagrande disse em uma rede social: “Inovação na gestão pública, responsabilidade fiscal, geração de emprego, visão de futuro, riqueza infinita…Hoje publicaremos o edital para a seleção da empresa que irá gerir o Fundo Soberano. Esse é mais um passo definitivo para o desenvolvimento do ES”.

O gestor que vencer a licitação investirá R$250 milhões em empresas que já atuam ou que vão começar a operar no Estado, por meio do Fundo Exclusivo de Investimento em Participação (FIP).

Na avaliação do economista Mário Vasconcelos a escolha de uma gestora privada e os investimentos de R$250 milhões anunciados são de extrema importância, principalmente neste momento.

“Investimento tem um efeito multiplicador. O estado atraindo novas empresas ou investindo nas que já estão instaladas aqui para ampliação ou melhorias gera um efeito multiplicador, porque afeta toda a cadeia produtiva daquele setor”.

Funses

Atualmente, o Funses é operado pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes). Desde a criação do Fundo Soberano, foi determinado que 40% é destinado à poupança estadual, aos cuidados do Banestes, e 60 % para investimento em negócios privados, o que é feito atualmente pelo Bandes.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade