26 C
Vitória
sábado, 13 abril, 2024

Feira nacional destaca versatilidade das rochas ornamentais

No Brasil existem mais de 1,2 mil tipos de rochas naturais, sendo que o ES é o maior exportador do setor no país

Por Amanda Amaral

No Brasil, existem mais de 1,2 mil tipos de pedras naturais, que são famosas por sua beleza, sofisticação, versatilidade e longevidade. Por isso, durante a Cachoeiro Stone Fair, as rochas ornamentais também estarão em destaque em razão da sua valorização em projetos de arquitetura e designer de interiores.

- Continua após a publicidade -

O evento acontece entre terça-feira (23) e sexta-feira (26), das 14 às 20 horas, no Parque de Exposição Carlos Caiado Barbosa, Cachoeiro de Itapemirim. A feira pretende reunir 180 grandes marcas da indústria de extração, processamento e distribuição, além de fornecedores do Brasil e de países como a Itália, China, Espanha e Bélgica.

Exportações capixabas

O Espírito Santo (80,54%) foi o estado brasileiro responsável pela maior parte das exportações nacionais do setor de rochas no primeiro semestre de 2022, segundo informações do Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas).

Os Estados Unidos são o principal destino, com 57% de toda a exportação nacional no mesmo período. Além disso, excluindo os materiais brutos, o mercado americano representa quase 74% do total de materiais acabados exportados.

Diversidade natural

Bem-vindas tanto nos ambientes internos da casa (cozinha, sala, banheiro, quartos) como em ambientes externos (varanda, sauna, piscina, entre outros), as rochas ornamentais atendem aos mais diversos estilos de decoração e de gosto. A arquiteta Vivian Coser explica que não há limites para o uso de rochas na decoração.

“Ela pode ser usada das mais variadas formas, como pisos, bancadas, revestimentos, fachadas, acabamento e até em peças de designer. O Brasil é rico pela sua diversidade natural de rochas, cores e tipos. E temos a tecnologia que facilita o processo criativo, permitindo inúmeras possibilidades”, comenta.

Versatilidade em piscinas

Para o arquiteto Rômulo Pegoretti, a rocha natural é versátil, sendo também uma excelente opção para a composição de painéis retro iluminados em vários ambientes da casa. “Cabe também o uso da rocha natural quando se tem uma casa com pé direito duplo, fazendo prevalecer a altura do ambiente, criando um “paginado” que forma um desenho único”, explica.

Na área externa, Rômulo ressalta como grande tendência o uso de rochas naturais dentro da piscina. “Os quartzitos vieram com tudo e esse poder de ser impermeável. Desde que tenha o tratamento correto, permite trazer a beleza da rocha natural para dentro da piscina, ficando submersa, sem perder a sua cor e eficiência”, garante.

Conceito de nobreza

Além de beleza, a rocha natural reúne outros benefícios, segundo os especialistas. “É atemporal, sempre vai ser linda, plena e única. E traduz exclusividade e personalidade ao cliente, transmitindo um conceito de nobreza. Prova disso é que historicamente as rochas naturais são utilizadas na construção há milênios. Do antigo Egito aos dias de hoje”, lembra Vivian Coser.

A versatilidade e energia são outros diferenciais que a arquiteta destaca. “A rocha natural compõe bem com outros materiais, como a madeira e os metais, por exemplo. Basta ter criatividade e buscar uma curadoria especial. Sem falar na troca de energia forte e natural que ela permite, trazendo um pouco da natureza para o nosso lar, permitindo uma atmosfera mais leve, agradável, produtiva e feliz”, diz.

Matéria-prima resistente

Feira nacional destaca versatilidade das rochas ornamentais
A arquiteta Vivian Coser explica que não há limites para o uso de rochas na decoração. Foto: Divulgação Instituto Terra

Para o arquiteto Rômulo Pegoretti, as rochas naturais são bases nos projetos, em função da sua energia e beleza incomparável. “Tem crescido bastante essa procura pelos clientes, principalmente pós-pandemia. Vivemos em um mundo agitado e as rochas naturais são capazes de transmitir boas energias. Sempre levo o cliente para a escolha do material, pois ele consegue sentir essa conexão com a natureza, como sempre sinto”, comenta.

O ciclo de vida da rocha natural é outro fator determinante para a inclusão do material nos projetos e que contribui para a valorização do imóvel.

“É a matéria-prima mais resistente para se trabalhar a longo prazo. No quesito durabilidade, ela é imbatível, sai na frente, sendo a número um nos projetos quando se pensa em sustentabilidade e longevidade”, conclui Vivian Coser.

Organização do evento

Entre as marcas expositoras confirmadas estão: Brasigran, Magban, Margramar, Decolores, Michelangelo, Superclássico, Pedrini, Breton, Manutec, Açoart, BMC/Hyundai, Sany/Irmen, Hedel, AGF, Skystone, entre outras.

A Cachoeiro Stone Fair é uma realização da Milanez & Milaneze, com promoção do Sindirochas e Cetemag e patrocínio de Sicoob, CREA-ES, Sesi, Senai, Bandes e Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim.

Confira os detalhes do evento:

Evento: Cachoeiro Stone Fair
Expectativa de público: 17 mil visitantes do Brasil e de 50 países, além de 180 marcas expositoras.
Quando: De terça-feira (23) a sexta-feira (26).
Horário: 14 às 20 horas.
Local: Parque de Exposição Carlos Caiado Barbosa, Cachoeiro de Itapemirim.
Público-alvo: profissionais do setor, como marmoristas, arquitetos, designers, engenheiros, empresários, gestores, distribuidores, compradores, entre outros.
Inscrições: www.cachoeirostonefair.com.br.

Com informações da Cachoeiro Stone Fair. 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA