24.4 C
Vitória
quarta-feira, 29 maio, 2024

Faturamento no comércio cresce 13% durante o Carnaval

Segmentos do comércio, como o atacadista, holeteiro e de bebidas, foram muito beneficiados durante a folia

Por Gustavo Costa

Os dias de festa foram muito positivos para diversos setores da economia no país. Durante o Carnaval, o faturamento do comércio brasileiro teve alta de 13% de 2024 em comparação ao mesmo período no ano passado. A informação, divulgada nesta sexta-feira (16) é da Rede Itaú, a empresa de máquinas de cartão da instituição bancária.

- Continua após a publicidade -

O levantamento analisou os períodos de Carnaval dos dois anos: entre 10 e 14 de fevereiro deste ano, e de 18 a 22 de fevereiro de 2023.

De acordo com o estudo, o setor com aumento mais expressivo foi o de lojas de departamento, com alta de 82,2% no faturamento. Em seguida vieram as lojas de bebidas, com faturamento subindo 59,9%; atacados, com alta de 22%; empresas aéreas, com um aumento de 19,1%; hotéis, que faturaram mais 15,2%; e farmácias, com 15,9% de aumento.

Para o sommelier profissional e atuante do mercado de vinhos, Gilson Pimentel, o aumento na área de bebidas realmente se confirma, principalmente por conta da data estar unida ao período mais quente do ano. “Nosso verão é propício ao consumo de cervejas e destilados em forma de drinks, como caipirinhas, gin tônica, etc. Mas vendo de perto os números de alguns clientes, as vendas de vinhos brancos, rosés e espumantes cresceram significativamente de uns 5 anos pra cá. Ainda tem o fenômeno vinho verde, que é a cara do verão, com sua combinação de ser pouco alcoólico, levemente frisante e se consome bem gelado! Desse modo, acho que a maturidade do consumidor tem dado bons resultados ao comércio local”, falou.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA