Equipe de governo de Bolsonaro está quase completa

Foto: Alex Ferreira/Câmara dos Deputados

Ao falar à imprensa em Guaratinguetá, no interior paulista, o presidente eleito informou que até o fim da semana terá os nomes

O presidente eleito Jair Bolsonaro informou que até o fim da semana definirá os dois últimos nomes para compor sua equipe ministerial. A declaração foi dada participar da formatura de sargentos da Força Aérea.

“Faltam dois ministérios ainda, pode ser que haja mais dois militares. Não sei ainda, tá ok?”, justificou. Mas também não respondeu se serão pessoas aliadas.

Porém, em Cachoeira Paulista, depois de conceder entrevista a emissoras católicas ele não disse quantos nomes comporão sua equipe. “Vai ser próximo da metade que temos no momento”, disse. “Eu jogo no mais baixo possível”, disse.

Ministérios

Na última semana, após a indicação do almirante Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Júnior para o Ministério de Minas e Energia foram definidos 20 ministérios para o próximo governo, considerando que sete serão comandados por militares.

Bolsonaro defendeu a indicação de integrantes das Forças Armadas. “Eu estou escolhendo militares não por serem militares, é pela sua formação e aquilo que fez ao longo da sua vida enquanto estava na ativa”, destacou.

O presidente eleito disse, ainda, que as escolhas não estão necessariamente vinculadas ao apoio na campanha ou no Congresso Nacional. “Não fiz campanha prometendo nada para ninguém”, enfatizou.

E ele completou afirmando que as escolhas estão sendo feitas para melhorar a situação do país. “Vários líderes já disseram que estão conosco. A nossa agenda não é de sacrifício para o povo, é para tirar o país da situação que se encontra. Eu duvido líder partidário responsável ser contra nossa proposta.”, finalizou.

*Da redação com informações da Agência Brasil



Leia mais:

 

Conteúdo Publicitário