29.7 C
Vitória
segunda-feira, 13 julho, 2020

Economia brasileira: sem atitudes, sem desenvolvimento

Leia Também

Resultado do Sisu sairá amanhã, diz MEC

Mais de 800 mil candidatos disputam 51.924 mil vagas. Saiba mais! Em todo país, mais de 814 mil estudantes estão na expectativa pelo resultado da...

Com resultado apertado, presidente populista é reeleito na Polônia

Do lado adversário, o prefeito Rafal Trzaskowski, da Plataforma Cívica, que governou o país de 2007 a 2015, tentou oferecer uma alternativa progressista nas...

Racismo e violência contra criança e adolescente são desafios do país

Dia do ECA: Estatuto da Criança e do Adolescente foi publicado há exatos 30 anos. Confira! Publicado há 30 anos, o Estatuto da Criança e...

Brasil registra 631 mortes por covid-19 em 24 horas

Desde o início da pandemia, país registrou 72,1 mil mortes pela doença. Saiba mais! O Brasil registrou 631 óbitos pelo novo coronavírus em  24 horas, entre o...

Como não há ações concretas nessa direção, a economia brasileira tem as condições necessárias, mas não as suficientes, para alcançar a rota do desenvolvimento

O Brasil é o décimo maior mercado dentre 137 países analisados pelo Fórum Econômico Mundial. Tal posição indica que o tamanho do seu mercado lhe dá uma vantagem comparativa. Assim sendo, se souber explorá-la, sua economia será beneficiada.

E se quiser utilizá-la como meio para se desenvolver precisa eliminar os entraves internos à essa exploração – deficiência do sistema de ensino, deficiência dos meios e modais de transportes, deficiência do sistema portuário, deficiência do aparato regulatório, burocracia tributária, insegurança jurídica, deficiência endêmica da gestão pública, por exemplo.

Como não há ações concretas nessa direção, a economia brasileira tem as condições necessárias, mas não as suficientes, para alcançar a rota do desenvolvimento.

Os entraves estruturais, institucionais e culturais persistem, porque ainda não ocorreu a mudança de atitude necessária para removê-los.

O sistema de ensino. Há quanto tempo se fala de sua deficiência?

O que se faz, concretamente, para eliminá-la? Discute-se o método de discussão.

O tempo passa e as mudanças não veem – o que foi recentemente posto ainda não mostrou ao que veio, tem muita fala e pouca atitude.

E a infraestrutura? É inconcebível um país de dimensão continental que não tenha malha ferroviária para interliga-lo; não tem complementaridade entre os modais de transportes (consequência da insistência de se concentrar somente no rodoviário); e tem um sistema portuário ineficiente.

Não há sinais de mudança de atitude em relação ao tratamento que é dado à infraestrutura do País.

E o sistema tributário?  Regressivo e burocrático, é oneroso para contribuintes e permissivo à elisão fiscal e/ou à sonegação.  Com isso penaliza os empreendedores, cobra mais de quem ganha menos, e facilita a vida dos infratores.

Situação análoga existe com o aparato regulatório. Também inadequado, emperra o dinamismo da atividade econômica devido a insegurança jurídica que tem propiciado.

Mudanças fiscais não avançam.
Faltam atitudes para reverter a situação viciosa entre o público e o privado que está minando o potencial da economia. Porque exemplo, as execuções dos projetos públicos (PPP), descumprem prazos, extrapolam custos, e tem irregularidades. Explicitam os critérios adversos adotados pelos agentes responsáveis por conduzi-los – desconsideram o princípio da eficiência econômica e o das regras de conduta para agentes públicos: Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade, e  Eficiência.

Por outro lado, os agentes privados envolvidos nesse processo ratificam esse desvio de comportamento ao aceitarem e/ou proporem atos ilegais. Esse padrão de comportamento, atrasa ou inviabiliza a execução dos projetos, torna-os excessivamente caros, e os desvia de seus objetivos.

O País está fora da rota. E nessa linha não alcançará as condições suficientes para o desenvolvimento.

Por isso, dentre 137 países, está na 80ª posição do ranking da competitividade mundial, enquanto China é 27ª; Índia, 40ª; Rússia,  38ª;  África do Sul  61ª; México é 51ª, e Chile, 33ª.

Precisa mudar de atitude.


Arilda Teixeira é Economista e professora da Fucape


Leia mais

A queda da inflação e o lado real da economia

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Chefe ou líder? O que você é?

Entende-se que uma das características mais importantes de um líder é desenvolver uma equipe que seja capaz de funcionar sem ele

Tecnologia faz produção de café conilon “pocar” no Norte do ES

Quem apostou em sistemas de irrigação modernos, aliados ao manejo correto integrado, já começa a colher os primeiros frutos de uma tecnologia que veio para ficar.

Feirão Limpa Nome: seis passos antes de renegociar!

Mas antes de ir para a etapa de negociações é importante que o consumidor conheça seus números e faça uma faxina financeira.

CNI: confiança dos empresários da indústria melhora pelo 3ª mês seguido em julho

As expectativas com relação aos próximos seis meses já são otimistas", destacou a CNI, no documento. Confira! Por Eduardo Rodrigues (AE) Após bater no fundo do...

Vida Capixaba

Mães à beira de um ataque de nervos

Não há descanso para as mamães, em casa, durante a pandemia Por Letícia Vieira Patrícia achou estranho o silêncio repentino, fazia meses que aquilo não acontecia:...

Escolas de Vila Velha são notificadas por não dar descontos nas mensalidades

As instituições privadas de ensino que não estão aplicando o desconto previsto na Lei Estadual nº 11.144/2020, válida a partir do dia 19 de junho.

Tempo instável neste fim de semana no ES. Confira a previsão!

Uma frente fria se afasta lentamente em direção ao norte do Espírito Santo, mas o tempo permanece com muitas nuvens e poucas aberturas de sol na maior parte do Estado.

Famílias têm papel fundamental na relação da criança com mundo digital

Rotinas offline ajudam a criança a desenvolver autorregulação. Saiba mais! Durante a pandemia de covid-19, os dispositivos eletrônicos com acesso à internet se tornaram...
Continua após publicidade