21.9 C
Vitória
domingo, 28 novembro, 2021

Decoração customizada pode ser alternativa para quem quer economizar

Para quem tem pouco espaço em casa ou o dinheiro está curto, vale se render a essa alternativa 

Customizar os móveis tem sido uma das alternativas mais encontradas por quem gosta de decoração e quer economizar. O mais interessante é que a maioria das opções são baratas e algumas ideias são super criativas para enfeitar a casa com grande estilo, sem ultrapassar o orçamento.

De acordo com a arquiteta urbanista Livia Salzani, essa tem sido uma das soluções encontradas para alinhar a economia à satisfação pessoal. “Além das questões financeiras, decorar a casa é criar uma extensão da sua personalidade, é manifestar os gostos, a história, a cultura, fazendo o que gosta”, destacou.

Lívia afirma que cada material utilizado precisa de um tipo de tratamento para que a durabilidade seja maior. “Alguns materiais, como a madeira, por exemplo, precisa ser impermeabilizada para não danificar ou perder o material facilmente. Outros materiais precisam do mesmo cuidado, pois ficarão expostos na casa e podem ter contato com água, poeira e outros agentes do tempo”, disse.

Foto: Home Made by Liv

A arquiteta conta que realizar este trabalho entre amigos é bem mais interessante, pois promove o bem-estar de todos. “Envolver os amigos durante o trabalho de customização é muito bom porque você pode aproveitar a mão de obra de quem tem habilidade para fazer algo que você não tenha, e também relaxar, conversar e se divertir enquanto produz”, frisou.

Ferramentas

Ela reforça que a maior dificuldade é encontrar ferramentas para realizar os trabalhos, mas que não são impossíveis de encontrar. Inclusive, ela possui um blog em que informa aos leitores qual o melhor maquinário, produtos, e outros elementos necessários e importantes para cada tipo de customização.

Para quem tem habilidade e acesso às ferramentas é mais prático, pois pode colocar a mão na massa e realizar o trabalho com mais rapidez. Este foi o caso da cabeleireira Danielle Fernandes, que fez as prateleiras de palets para o espaço em que trabalha. Danielle disse que, em breve, elas farão parte da decoração do novo salão em que trabalhará.

“A primeira estância, a ideia que tive foi para economizar, precisava montar o espaço e não estava em condições para comprar os móveis. Depois, comecei a buscar ideias de como eu mesma poderia decorar, foi quando surgiram os palets. Fiz, gostei e estou usando desde então. Estamos construindo um espaço novo, e elas vão pra lá”, disse Danielle.

Mas também é importante ficar atento aos equipamentos de segurança a fim de evitar acidentes. “Enquanto estamos manuseando os materiais é preciso usar material de segurança, pois, na maioria das vezes, são materiais tóxicos, farpas, ferramentas pesadas, entre outros. Melhor prevenir utilizando luvas, sapatos fechados, óculos, entre outros materiais”, frisou Livia.

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade