27.1 C
Vitória
terça-feira, 16 agosto, 2022

Covid-19: Brasil registra 266 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas

Leitos de pessoas com covid-19
Foto: Alex Pazuello/FotosPúblicas

Total de mortes chega a 583,6 mil; recuperados são 19,8 milhões

O Brasil registrou, em 24 horas, 266 mortes e 12.915 novos casos de covid-19, segundo o último boletim epidemiológico divulgado ontem (5) pelo Ministério da Saúde. Até agora foram registrados 20.890.779 de casos confirmados da doença e 583.628 óbitos.

Segundo o boletim, há 19.862.438 casos de pessoas que se recuperaram da covid-19, o equivalente a 95,1% do total. Há ainda 444.713 casos em acompanhamento e 3.474 mortes em investigação.

A atualização consolida dados sobre casos e mortes enviados por secretarias estaduais de Saúde. Os dados em geral são menores aos domingos e às segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação do sistema pelas secretarias estaduais. Às terças-feiras os resultados tendem a ser maiores pela regularização dos registros acumulados durante o fim-de-semana.

O estado de São Paulo é o que concentra o maior número de casos e de mortes por covid-19, com 4,29 milhões e 146.5 mil, respectivamente. Entre os casos, a segunda unidade da Federação com maior número de casos é Minas Gerais (2,08 milhões) e a terceira é o Paraná (1,46 milhão). Os estados com menos casos são Acre (87.875), Amapá (122,5 mil) e Roraima (122,4 mil).

Em número de mortes, o segundo estado com maior número de mortes é o Rio de Janeiro (63.234) e o terceiro Minas Gerais (53.323). Os estados com menos mortes são Acre (1.814), Roraima (1.956) e Amapá (1.959).

Vacinação

Segundo o último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, foram aplicados no Brasi um total de 200,71 milhões de doses. Deste total, 134,13 milhões são de primeiras doses e 66,55 milhões são de segundas doses ou doses únicas.

O ministério distribuiu para as unidades da Federação 253,78 milhões de doses, sendo que 230,19 milhões foram entregues e 23,59 milhões foram enviadas e estão em processo de distribuição.

Com informações de Agência Brasil

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade