24.9 C
Vitória
quarta-feira, 16 junho, 2021

Vila Velha renova contrato de bicicletas compartilhadas

Por conta da pandemia, os usuários do Bike VV buscam as bicicletas para evitar aglomerações e cuidar da saúde. Contrato foi renovado por mais três anos

As bicicletas compartilhadas do Bike VV sempre foram sucesso entre os amantes do pedal, por isso a Prefeitura de Vila Velha renovou o contrato de prestação de serviços com a Tembici, empresa que oferece o sistema e venceu a nova licitação. Além disso, o tempo de empréstimo também foi ampliado.

De acordo com o prefeito Max Filho, o sistema é um símbolo importantíssimo para a cidade. “Em meio à pandemia do novo coronavírus, o modal (bicicleta) é mais importante ainda para evitar aglomeração. Assinei este novo contrato entre a Tembici e o município de Vila Velha para essa nova parceria por mais três anos”, disse.

O serviço passou a contar com novo horário a partir de 1º de julho, operando 24 horas. “O cidadão da última jornada, que pega os últimos ônibus, pode usar também a bicicleta compartilhada, assim como aquele que sai mais cedo de casa para trabalhar”, pontuou o secretário municipal de Administração e Finanças, Rafael Gumiero.

Por conta da pandemia, as bikes serão higienizadas diariamente, seguindo o protocolo da Organização Mundial de Saúde (OMS). “Vale ressaltar que a orientação do uso de bicicletas é para as pessoas que precisam se locomover neste período, principalmente trabalhadores”, ressaltou o secretário.

 

Pesquisa realizada pela Tembici aponta que 90% dos usuários consideram o Bike VV um serviço essencial e continuarão utilizando pós-pandemia. O CEO da empresa, Tomás Martins, afirma que “sem dúvida, o sistema já foi adotado pelos vila-velhenses como modal de transporte”.

Bicicletas VV
As bicicletas do Bike VV são higienizadas diariamente. – Foto: Félix Falcão / PMVV

Cuidado com a saúde

Na Serra, o serviço de bicicletas compartilhadas foi implantado no ano passado e o contrato em vigor é válido até fevereiro de 2021. O Bike Serra conta com 20 estações em locais próximos à rede cicloviária da cidade e oferece ao público 200 bikes. Laranjeiras, Vila Nova de Colares e Feu Rosa são alguns dos bairros contemplados pelo sistema, que opera todos os dias das 5 às 23 horas.

A secretária municipal de Desenvolvimento Urbano, Mirian Soprani, disse que houve uma redução pela metade no número de ativação de passes com o início da pandemia do novo coronavírus. Entretanto, muitas pessoas precisam trabalhar e grande parte da população depende de transporte público para se deslocar.

Bike Serra
O horário de empréstimo Bike Serra é das 5h às 23 horas. – Foto: Divulgação / PMS

“Nesse período, em especial, é um meio de transporte que pode ser usado ao ar livre, reduzindo aglomerações em ônibus e terminais. Entendemos que era importante manter o serviço em funcionamento. Desde o início partimos do princípio de manter ativo o transporte para a população, além dos benefícios de saúde que sabemos que o modal fornece.”, frisou Mírian.

Já em Vitória, o sistema implantado em 2016 está suspenso por tempo indeterminado. Atualmente, conta com 33 estações e 330 bicicletas, que só voltarão a ser usadas pós-pandemia. Por meio de nota, a Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana da capital informou que o processo de renovação do contrato será concluído após a pandemia da Covid-19.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade