24 C
Vitória
quinta-feira, 13 agosto, 2020

Vila Velha renova contrato de bicicletas compartilhadas

Leia Também

TSE aprova resoluções com novas datas para o processo eleitoral

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (13) os ajustes em suas resoluções com as novas datas dos eventos eleitorais e votações das eleições...

Distribuição de máscaras a estudantes da rede estadual do Amazonas gera polêmica

A compra foi firmada no dia 4 entre Secretaria de Estado de Educação e Desporto do Amazonas (Seduc-AM) com a empresa Nilcatex Têxtil Ltda, sediada no Mato Grosso do Sul

Investimento em inovação pode chegar a R$ 10 milhões

O Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) anunciou oportunidades de negócios para investimentos de olho na introdução de práticas inovadoras, no incentivo e...

Por conta da pandemia, os usuários do Bike VV buscam as bicicletas para evitar aglomerações e cuidar da saúde. Contrato foi renovado por mais três anos

As bicicletas compartilhadas do Bike VV sempre foram sucesso entre os amantes do pedal, por isso a Prefeitura de Vila Velha renovou o contrato de prestação de serviços com a Tembici, empresa que oferece o sistema e venceu a nova licitação. Além disso, o tempo de empréstimo também foi ampliado.

De acordo com o prefeito Max Filho, o sistema é um símbolo importantíssimo para a cidade. “Em meio à pandemia do novo coronavírus, o modal (bicicleta) é mais importante ainda para evitar aglomeração. Assinei este novo contrato entre a Tembici e o município de Vila Velha para essa nova parceria por mais três anos”, disse.

O serviço passou a contar com novo horário a partir de 1º de julho, operando 24 horas. “O cidadão da última jornada, que pega os últimos ônibus, pode usar também a bicicleta compartilhada, assim como aquele que sai mais cedo de casa para trabalhar”, pontuou o secretário municipal de Administração e Finanças, Rafael Gumiero.

Por conta da pandemia, as bikes serão higienizadas diariamente, seguindo o protocolo da Organização Mundial de Saúde (OMS). “Vale ressaltar que a orientação do uso de bicicletas é para as pessoas que precisam se locomover neste período, principalmente trabalhadores”, ressaltou o secretário.

 

Pesquisa realizada pela Tembici aponta que 90% dos usuários consideram o Bike VV um serviço essencial e continuarão utilizando pós-pandemia. O CEO da empresa, Tomás Martins, afirma que “sem dúvida, o sistema já foi adotado pelos vila-velhenses como modal de transporte”.

Bicicletas VV
As bicicletas do Bike VV são higienizadas diariamente. – Foto: Félix Falcão / PMVV

Cuidado com a saúde

Na Serra, o serviço de bicicletas compartilhadas foi implantado no ano passado e o contrato em vigor é válido até fevereiro de 2021. O Bike Serra conta com 20 estações em locais próximos à rede cicloviária da cidade e oferece ao público 200 bikes. Laranjeiras, Vila Nova de Colares e Feu Rosa são alguns dos bairros contemplados pelo sistema, que opera todos os dias das 5 às 23 horas.

A secretária municipal de Desenvolvimento Urbano, Mirian Soprani, disse que houve uma redução pela metade no número de ativação de passes com o início da pandemia do novo coronavírus. Entretanto, muitas pessoas precisam trabalhar e grande parte da população depende de transporte público para se deslocar.

Bike Serra
O horário de empréstimo Bike Serra é das 5h às 23 horas. – Foto: Divulgação / PMS

“Nesse período, em especial, é um meio de transporte que pode ser usado ao ar livre, reduzindo aglomerações em ônibus e terminais. Entendemos que era importante manter o serviço em funcionamento. Desde o início partimos do princípio de manter ativo o transporte para a população, além dos benefícios de saúde que sabemos que o modal fornece.”, frisou Mírian.

Já em Vitória, o sistema implantado em 2016 está suspenso por tempo indeterminado. Atualmente, conta com 33 estações e 330 bicicletas, que só voltarão a ser usadas pós-pandemia. Por meio de nota, a Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana da capital informou que o processo de renovação do contrato será concluído após a pandemia da Covid-19.

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

ESB 179 Digital
Continua após publicidade

Fique por dentro

Bater ponto de trabalho a distância vira questão com pandemia

A Reforma Trabalhista de 2017 regulamenta o teletrabalho como uma prestação de serviços fora das dependências do empregador

Setor de serviços cresce 5% de maio para junho, diz IBGE

O volume de serviços no país cresceu 5% em junho na comparação com o mês anterior. A alta veio depois de quatro quedas consecutivas...

Setores mais afetados pelo distanciamento social seguem deprimidos, diz BC

Ao avaliar o futuro da atividade econômica, o BC repetiu a ideia de que "a incerteza sobre o ritmo de crescimento da economia permanece acima da usual

Safra deste ano deve ser 3,8% superior à de 2019, prevê IBGE

A produção brasileira de cereais, leguminosas e oleaginosas deve fechar o ano de 2020 em 250,5 milhões de toneladas. Com informações da Agência BrasilCaso a...

Vida Capixaba

Durante a pandemia, a pele também precisa de cuidados

Entre o medo do contágio e a vontade de que tudo volte à normalidade, a pandemia despertou nas pessoas uma maior preocupação e cuidados...

O Pequeno Príncipe traz poesia às telas em espetáculo ao vivo

Conhecido do público infantil e adulto, o conto ‘O Pequeno Príncipe’, do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, sai dos livros e chega aos palcos,...

Bike se populariza em tempos de coronavírus

Para fugir das lotações, dos atrasos e riscos de contaminação do transporte público, muitas pessoas se tornaram adeptas das bicicletas neste período Que táxi, que...

31ª Dez Milhas Garoto é adiada para 2021

Com a insegurança em relação a propagação do vírus do Covid-19 pelo Brasil, os principais players do mercado de eventos, feiras e congressos do...
Continua após publicidade