18 C
Vitória
quinta-feira, 28 maio, 2020

Conheça os 3 tipos de câncer que mais atingem os capixabas

Leia Também

Mais de 11 mil casos confirmados do novo coronavírus no ES

Segundo o “Painel Covid”, administrado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), destes 6.334 já estão curados.

Golden Tulip Porto Vitória inaugura espaço exclusivo para lives

O objetivo é disponibilizar infraestrutura tecnológica de ponta para encontros virtuais, como shows e transmissões corporativas, além de ensaios de grupos musicais. 

“Blitz do Bem” entrega kits de limpeza e máscaras, na Serra

Nesta quarta-feira (27), uma equipe do Departamento de Operações de Trânsito (DOT), em parceria com a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Saúde do município, distribuiu kits de limpeza e máscaras de proteção.

Observatório online ajuda a fortalecer a gastronomia regional

Com coordenação e execução da instituição, o Observatório busca realizar ações de pesquisa e de documentação sobre as cadeias produtivas, os sistemas alimentares, e demais temas referentes à culinária.

Somente em Vitória, 1.260 pessoas poderão ter a doença somente em Vitória

O câncer é uma das doenças que mais cercadas de tabu na nossa sociedade. Porém, é importante falar sobre ela. Só no Espirito Santo, por exemplo, são previstos 11.540 casos da doença até o fim de 2019, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Na Capital, 1.260 poderão ter a doença.

Para a oncologista Carolina Conopca, os dados evidenciam uma situação alarmante. “Esses números demonstram a importância de divulgar hábitos e mudanças de estilo de vida que ajudam na prevenção da doença, como adotar uma dieta saudável e praticar exercícios físicos regularmente”, afirma.

Alimentação balanceada pode mudar esse cenário

Uma análise da American Society of Clinical Oncology aponta que a alimentação balanceada e a prática regular de exercícios físicos são capazes de prevenir 40% dos casos de câncer. A nutricionista Naira Fraga ressalta a importância de uma alimentação balanceada para a prevenção do câncer.

“O padrão alimentar pode ser um ponto chave para o desenvolvimento da doença. Uma dieta rica em frutas e vegetais será repleta em compostos antioxidantes, anticancerígenos e auxilia na manutenção do peso corporal adequado, reduzindo o risco de diversos cânceres. Ao passo que o consumo exagerado de certas substâncias aumentam esse risco, como, por exemplo, as carnes processadas ricas em sal, nitritos e nitratos que podem causar danos irreparáveis no DNA e levar a formação do câncer”, alerta.

Os três cânceres que mais matam no Espírito Santo

1 – De pele não-melanona

É o mais frequente e de menor mortalidade entre os tumores de pele, porém é preciso ser tratado adequadamente para não deixar mutilações expressivas. Tem uma incidência maior em pessoas acima dos 40 anos, de pele clara mais sensível ou as que possuem doenças cutâneas prévias. “As principais causas da doença estão os fatores genéticos e a exposição prolongada ao sol. Manchas que coçam, descamam ou sangram, sinais ou pintas que mudam de tamanho, forma ou cor e feridas que não cicatrizam em quatro semanas são os sinais de alerta para este câncer”, explica a oncologista. Segundo o Inca até o final do ano, somente no Espírito Santo, são previstos 3.390 casos de câncer de pele não-melanona.

2 – De próstata

Resulta de uma multiplicação desordenada das células da próstata. Quando há a presença da doença, essa glândula endurece. É considerado um câncer da terceira idade, pois a maior parte dos casos ocorre em homens a partir dos 65 anos. No Estado, de acordo com o Inca, a previsão é de que até o final do ano 1.510 homens tenham a doença. “Como em boa parte dos pacientes o câncer de próstata não apresenta sintomas na sua fase inicial, é recomendado que os homens a partir dos 50 anos façam exame de próstata anualmente, que inclui o toque retal e o exame de sangue”, alerta Carolina Conopca.

3 – De mama

Como consequência de alterações genéticas em um conjunto de células da mama, esse tipo de câncer consiste em um tumor maligno que passa a se dividir descontroladamente. Os principais fatores de risco comportamentais relacionados ao desenvolvimento do câncer de mama são o excesso de peso corporal, a falta de atividade física e o consumo de bebidas alcoólicas. Estima-se que por meio da alimentação, nutrição e atividade física é possível reduzir em até 28% o risco de a mulher desenvolver câncer de mama, conforme o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Ainda segundo o Inca, no Espírito Santo, 1.130 mulheres poderão ter a doença até o final deste ano.

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_176
Continua após publicidade

Fique por dentro

Pesquisa revela que o empresas capixabas de TI apostam na superação da crise causada pela pandemia

O foco foi identificar as principais dificuldades, sugestões e expectativas diante os desafios que a pandemia, provocada pela Covid-19, impôs ao mercado de tecnologia do Espírito Santo.

Marcos Troyjo é eleito presidente do Banco do Brics

Troyjo sucederá o indiano Kundapur Vaman Kamath, primeiro a comandar o NDB, criado na reunião de cúpula do Brics de Fortaleza, em 2014

Aneel tenta reduzir reajustes tarifários para ex-distribuidoras da Eletrobras

Os contratos de concessão dessas distribuidoras, que foram vendidas em leilões realizados há dois anos, previa a possibilidade de que os novos operadores pedissem Revisão Tarifária Extraordinária (RTE) para reconhecer os investimentos realizados na área de atuação das empresas

Com crise, mercado financeiro projeta rombo fiscal recorde este ano

Dados divulgados nesta segunda-feira, 25, pelo Banco Central mostram que a expectativa de déficit primário do setor público para o ano subiu de 7,80% para 8,00% do Produto Interno Bruto (PIB).

Vida Capixaba

Golden Tulip Porto Vitória inaugura espaço exclusivo para lives

O objetivo é disponibilizar infraestrutura tecnológica de ponta para encontros virtuais, como shows e transmissões corporativas, além de ensaios de grupos musicais. 

“Blitz do Bem” entrega kits de limpeza e máscaras, na Serra

Nesta quarta-feira (27), uma equipe do Departamento de Operações de Trânsito (DOT), em parceria com a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Saúde do município, distribuiu kits de limpeza e máscaras de proteção.

Observatório online ajuda a fortalecer a gastronomia regional

Com coordenação e execução da instituição, o Observatório busca realizar ações de pesquisa e de documentação sobre as cadeias produtivas, os sistemas alimentares, e demais temas referentes à culinária.

“Chapeuzinho Vermelho” é a próxima atração do Diversão em Cena ArcelorMittal

Produzido pela Companhia O Trem, o espetáculo terá música ao vivo, brincadeiras e muita interação: o elenco precisará da ajuda do público para contar a história.
Continua após publicidade