25 C
Vitória
quinta-feira, 28 maio, 2020

Como manter seus negócios em meio ao impacto do coronavírus?

Leia Também

Governo e instituições firmam parceria e restauram 20 respiradores

Os respiradores consertados serão levados às unidades hospitalares de referência no tratamento da Covid-19. Segundo o governo do Estado, a restauração dos equipamentos não gerou custos administrativos.

Maia diz que auxílio emergencial deve ser prorrogado, mas teme redução de valor

O presidente da Câmara dos Deputados afirmou que há um embate explícito dentro do governo, e do próprio Parlamento, entre priorizar investimentos públicos e privados.

Orquestra Sinfônica Sul Espírito Santo realizará apresentações on-line

A primeira apresentação da série "[email protected] Sinfônica In Live", será na próxima quinta-feira (04), a partir das 20h, pelas mídias sociais do projeto social Casa Verde.

Bolsonaro sanciona socorro a Estados e municípios e veta reajuste a servidores

O presidente vetou, entre outros artigos, o que blindava categorias do funcionalismo público do congelamento de reajustes salariais até o fim de 2021.

Apostar em serviços de delivery, e-commerce, trabalhar home office para reduzir os riscos de contágio e ao mesmo tempo reduzir os custos são algumas dicas de uma especialistas para os empresários não sofrerem tanto os impactos da pandemia em seu fluxo de caixa e enfrentarem esse momento de crise

Apesar de ainda tímido no Espírito Santo comparado com outros estados brasileiros ou mesmo outros países, os capixabas já mudaram suas rotinas por conta do Coronavírus, que já afeta os negócios locais, principalmente comércios de lojas, restaurantes, shoppings, casa de shows, alguns inclusive já cancelaram eventos e até já fecharam as portas por tempo indeterminado. Mas o que os empresários desses setores ou mesmo empresas de diversas áreas que possuem um corpo de funcionários e depende deles para seguir os negócios, devem fazer diante dessa mudança no comportamento do consumidor?

Segundo a contadora da EBITDAH, especialista em Controladoria e Gestão Tributária, Emanueli Cristini, é um fato, os empresários capixabas devem se preparar para diversas mudanças em seus negócios diante de uma pandemia como essa. Afinal, todas os cuidados e precauções necessárias são essenciais para maior controle da doença e preservar pela saúde de todos. “Além dos cuidados de higiene e com os sintomas do Coronavírus, os empresários também precisam se preocupar em compreender como o seu negócio pode ser afetado e tomar medidas para reduzir os impactos negativos dentro da organização. É um momento delicado, mas os negócios não podem parar”, explica.

A contadora explica que buscar pelo trabalho em home office, videoconferências, eventos on-line e o estímulo de hábitos de prevenção são exemplos de algumas medidas que as empresas devem tomar para não parar o seu funcionamento e ser menos afetado por toda essa situação.

“Apesar de todas as incertezas sobre o que vem por aí, cabe a cada negócio se adaptar ao meio, caso contrário ele pode ficar para trás. É preciso ficar atento aos novos hábitos dos consumidores e quem sabe enxergar novas possibilidades de negócios diante da crise. Um exemplo são os restaurantes. Se as pessoas vão ficar com medo de ir até o local e o estabelecimento ainda não realiza entregas, é o momento de pensar em abrir delivery e não perder a oportunidade de venda. Já os escritórios podem apostar no trabalho em home office e reduzir custos. E é uma ótima oportunidade para investir no e-commerce, uma vez que os shopping centers estão sendo evitados”, indica.

Medidas governamentais

O comportamento do consumidor pode influenciar diretamente no fluxo de caixa da empresa, o que pode comprometer o pagamento das contas diárias. Pensando nisso, o governo ver a possibilidade de suspender o pagamento do INSS e do FGTS das micros e pequenas empresas por três meses e esse pagamento ser feito de forma parcelada.

Os grandes bancos já anunciaram que as micro e pequenas empresas, e pessoas físicas que tem dívidas em dia com o banco podem reparcelar esses débitos vencidos nos próximos 60 dias. Segundo Emanueli Cristini, isso pode dar um fôlego para os empresários. “No entanto, as empresas devem se preparar para esses pagamentos que vão vencer futuramente. Planejamento é fundamental para manter equilíbrio nas contas. E agora mais do que nunca é o momento de diminuir custos”, complementa.

Regras

O home office ou teletrabalho tem sido uma alternativa encontrada por empresas e empregados desde a declaração da pandemia de coronavírus e da multiplicação de casos no Brasil. Muitas tem chegado a acordos com os funcionários, definindo a realização das tarefas através por vias comunicacionais como a internet, para evitar as aglomerações e o contato físico desnecessário. Medidas como essa são reconhecidas pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), mas é preciso ficar atento a algumas normas.

home office
Segundo especialista, cabe a empresa decidir se deve criar métodos de controle, limitando os horários para o trabalho home office. – Foto: Reprodução

“De acordo com a CLT, a prestação de serviços desse tipo deve constar expressamente no contrato de trabalho e pode acontecer mediante mútuo entendimento entre empregador e empregado. Em situações de exceção, como a pandemia de Covid-19, no entanto, algumas etapas formais podem ser prescindidas”, explica a advogada o escritório Motta Leal, Patricia Pena.

A advogada explica ainda que enquanto o trabalho for home office, não necessariamente a empresa deverá controlar a jornada, pois a lei não prevê essa obrigação. Entretanto, cabe a empresa decidir se deve criar métodos de controle, limitando os horários.

“Bom senso é a palavra nesse momento, de ambas as partes. Aos empregados, cabe manter sua jornada de trabalho, enquanto, aos empregadores, cabe respeitar os limites de horário”.

Quarentena

No início de fevereiro, a Lei 13.979/20 definiu as regras para a quarentena da Covid-19 no Brasil. O poder público ficou autorizado a determinar isolamento e quarentena. “Nesses casos, o período de ausência do trabalhador é considerado falta justificada, não podendo, portanto, sofrer desconto salarial por esses dias que ficou ausente”, explica Patricia Pena da Motta Leal.

Plano de contingência

A Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), em parceria com o Sebrae/ES por meio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-ES) disponibiliza um curso online gratuito de Elaboração de Planos de Contingência para Momentos de Crise, como o que estamos vivenciando.

O curso é destinado à empresas e cidadãos que desejam estar preparados e querem aprender a lidar com as dificuldades que a doença provoca.

Confira o curso abaixo:

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_176
Continua após publicidade

Fique por dentro

Pesquisa revela que o empresas capixabas de TI apostam na superação da crise causada pela pandemia

O foco foi identificar as principais dificuldades, sugestões e expectativas diante os desafios que a pandemia, provocada pela Covid-19, impôs ao mercado de tecnologia do Espírito Santo.

Marcos Troyjo é eleito presidente do Banco do Brics

Troyjo sucederá o indiano Kundapur Vaman Kamath, primeiro a comandar o NDB, criado na reunião de cúpula do Brics de Fortaleza, em 2014

Aneel tenta reduzir reajustes tarifários para ex-distribuidoras da Eletrobras

Os contratos de concessão dessas distribuidoras, que foram vendidas em leilões realizados há dois anos, previa a possibilidade de que os novos operadores pedissem Revisão Tarifária Extraordinária (RTE) para reconhecer os investimentos realizados na área de atuação das empresas

Com crise, mercado financeiro projeta rombo fiscal recorde este ano

Dados divulgados nesta segunda-feira, 25, pelo Banco Central mostram que a expectativa de déficit primário do setor público para o ano subiu de 7,80% para 8,00% do Produto Interno Bruto (PIB).

Vida Capixaba

Golden Tulip Porto Vitória inaugura espaço exclusivo para lives

O objetivo é disponibilizar infraestrutura tecnológica de ponta para encontros virtuais, como shows e transmissões corporativas, além de ensaios de grupos musicais. 

“Blitz do Bem” entrega kits de limpeza e máscaras, na Serra

Nesta quarta-feira (27), uma equipe do Departamento de Operações de Trânsito (DOT), em parceria com a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Saúde do município, distribuiu kits de limpeza e máscaras de proteção.

Observatório online ajuda a fortalecer a gastronomia regional

Com coordenação e execução da instituição, o Observatório busca realizar ações de pesquisa e de documentação sobre as cadeias produtivas, os sistemas alimentares, e demais temas referentes à culinária.

Robô virtual de Vila Velha oferta cursos gratuitos pelo Whatsapp

O primeiro curso divulgado é o “Empreenda Vila Velha Digital”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec).
Continua após publicidade