25.9 C
Vitória
domingo, 21 abril, 2024

CMV vai ouvir professor acusado de amarrar aluno

A votação dividiu os vereadores. Dos 10 votantes, cinco foram contra e cinco favoráveis. O desempate foi feito pelo presidente Davi Esmael

Por Josué de Oliveira

A Câmara de Vitória aprovou, nesta terça-feira (22), um requerimento para convocar o professor acusado de amarrar o pé de um aluno na escola da rede municipal Eunice Pereira da Silveira, no bairro Tabuazeiro.

- Continua após a publicidade -

A votação dividiu os vereadores. Dos 10 votantes, cinco foram contra e cinco favoráveis. O desempate foi feito pelo presidente Davi Esmael PSD), que votou pela convocação.

Votaram contra Duda Brasil (PSL), Deninho Silva (Cidadania), Karla Coser (PT), Camila Valadão (Psol) e Luiz Paulo Amorim (PV). Já os favoráveis foram Anderson Goggi (PTB), Dalto (PDT), Gilvan da Federal (PSL), Luiz Emanuel (Cidadania) e Maurício Leite (Cidadania).

A denúncia foi feita na semana passada por meio de um vídeo. A Secretaria de Educação de Vitória abriu procedimento para investigar o caso e o professor afastado das funções temporariamente.

O autor do requerimento foi o vereador e presidente da Câmara, Davi Esmael (PSD). A princípio, a convocação seria para o professor prestar depoimento em sessão ordinária no plenário, mas foi substituído pela Comissão de Educação do Legislativo.

“Não podemos ser omissos com o que aconteceu. É inadmissível que um professor tenha uma conduta assim em sala de aula. Não posso e não vou me calar diante de uma denúncia de uma mãe com uma criança com deficiência. Vamos investigar e apurar os fatos para que nenhuma outra família passe por isso”, justificou o presidente.

Antes da votação, as vereadoras Karla Coser (PT) e Camila Valadão (Psol) questionaram a competência do Legislativo para fazer a convocação de um servidor.

“Estamos extrapolando o que é competência da Câmara. Me parece que não nos compete esse papel de inquisição. Não estamos em um tribunal. E espero que as instâncias competentes façam aquilo que tiver que ser averiguado”, disse.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA