18.2 C
Vitória
quinta-feira, 28 maio, 2020

Brasil é o país mais empreendedor do G20

Leia Também

Mais de 11 mil casos confirmados do novo coronavírus no ES

Segundo o “Painel Covid”, administrado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), destes 6.334 já estão curados.

Golden Tulip Porto Vitória inaugura espaço exclusivo para lives

O objetivo é disponibilizar infraestrutura tecnológica de ponta para encontros virtuais, como shows e transmissões corporativas, além de ensaios de grupos musicais. 

“Blitz do Bem” entrega kits de limpeza e máscaras, na Serra

Nesta quarta-feira (27), uma equipe do Departamento de Operações de Trânsito (DOT), em parceria com a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Saúde do município, distribuiu kits de limpeza e máscaras de proteção.

Observatório online ajuda a fortalecer a gastronomia regional

Com coordenação e execução da instituição, o Observatório busca realizar ações de pesquisa e de documentação sobre as cadeias produtivas, os sistemas alimentares, e demais temas referentes à culinária.

O Brasil é o país mais empreendedor do G20 – grupo das 20 nações mais ricas do mundo, onde 17,5% da população está a frente de um negócio. O índice coloca os brasileiros a frente dos chineses, que ocupa a 2ª colocação, com 14%. Os dados foram divulgados na última quinta-feira (01), pelo gerente de Inovação e Tecnologia do Sebrae Nacional, Ênio Pinto, durante o Seminário Gestão da Micro e Pequena Empresa – Desafios, Cenários e Perspectivas, realizado na sede do Conselho Regional de Administração do Espírito Santo (CRA-ES).

Este resultado é alcançado basicamente pelo alto número de empreendimentos de micro e pequeno porte no país, que representam 99,1% dos negócios formais. No Estado, são mais de 118 mil negócios formais que se enquadram nesta categoria, o que significa 99% dos empreendimentos legais.

“As MPEs possuem ampla participação na economia brasileira, representando 25% do PIB nacional. Elas também cumprem um papel importante econômico social, já que absorve quase 60% da força de trabalho do setor formal urbano. Além disso, o Espírito Santo possui cerca de 35.300 empreendedores individuais”, analisa o presidente do CRA-ES, Marcos Félix Loureiro.

Gargalos
Apesar de estar em plena expansão e desenvolvimento, o Brasil ainda lida com alguns gargalos, como a carência de investimentos em inovação e tecnologia, principalmente os destinados a empreendimentos de pequeno porte.

No Espírito Santo a situação é semelhante. Além disso, ainda falta capacitação para os gestores, o que contribui para aumentar a mortalidade das empresas no Estado. Atualmente, 68% dos empreendimentos fecham as portas por causa de falhas gerenciais. “A maioria dos novos empreendedores não fazem pesquisa e não possuem pensamento de crescimento e inovação. É necessário investir em gestão, qualificação e estratégias para avançarmos”, ressalta o gerente de Inovação e Tecnologia do Sebrae Nacional, Ênio Pinto.

Para Enio, as pessoas criam as empresas para suprirem necessidades financeiras, enquanto não possuem outra fonte de renda. “Elas não investem no negócio como empreendimento e, assim que arrumam um emprego, fecham a empresa por não terem visão de crescimento e gestão”, disse.

“Durante muito tempo, o desenvolvimento do Estado foi pensado a partir das grandes indústrias. Hoje, entendemos que os pequenos empreendimentos são muito bem-vindos e crescem cada vez mais. Dessa forma, queremos pensar estratégias para a recuperação e a redução da mortalidade das empresas”, afirmou o vice-governador, Givaldo Vieira.

O Espírito Santo
Os capixabas se destacam nacionalmente quando o assunto é empreendedorismo. As empresas do Estado possuem a maior taxa de sobrevivência até dois anos (85,8%) e o CRA do Espírito Santo foi o que mais registrou Pessoas Jurídicas nos primeiros seis meses de 2011, em comparação aos CRA’s de outros Estados. Foram 179 novos registros, crescimento de 12,83% em relação ao final de 2010.

No Espírito Santo, existe uma empresa de micro ou pequeno porte para cada grupo de 30 habitantes. Esta é a conclusão tirada a partir do cruzamento de dados do MpeData, com dados habitacionais do Censo 2010 do IBGE.

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_176
Continua após publicidade

Fique por dentro

Pesquisa revela que o empresas capixabas de TI apostam na superação da crise causada pela pandemia

O foco foi identificar as principais dificuldades, sugestões e expectativas diante os desafios que a pandemia, provocada pela Covid-19, impôs ao mercado de tecnologia do Espírito Santo.

Marcos Troyjo é eleito presidente do Banco do Brics

Troyjo sucederá o indiano Kundapur Vaman Kamath, primeiro a comandar o NDB, criado na reunião de cúpula do Brics de Fortaleza, em 2014

Aneel tenta reduzir reajustes tarifários para ex-distribuidoras da Eletrobras

Os contratos de concessão dessas distribuidoras, que foram vendidas em leilões realizados há dois anos, previa a possibilidade de que os novos operadores pedissem Revisão Tarifária Extraordinária (RTE) para reconhecer os investimentos realizados na área de atuação das empresas

Com crise, mercado financeiro projeta rombo fiscal recorde este ano

Dados divulgados nesta segunda-feira, 25, pelo Banco Central mostram que a expectativa de déficit primário do setor público para o ano subiu de 7,80% para 8,00% do Produto Interno Bruto (PIB).

Vida Capixaba

Golden Tulip Porto Vitória inaugura espaço exclusivo para lives

O objetivo é disponibilizar infraestrutura tecnológica de ponta para encontros virtuais, como shows e transmissões corporativas, além de ensaios de grupos musicais. 

“Blitz do Bem” entrega kits de limpeza e máscaras, na Serra

Nesta quarta-feira (27), uma equipe do Departamento de Operações de Trânsito (DOT), em parceria com a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Saúde do município, distribuiu kits de limpeza e máscaras de proteção.

Observatório online ajuda a fortalecer a gastronomia regional

Com coordenação e execução da instituição, o Observatório busca realizar ações de pesquisa e de documentação sobre as cadeias produtivas, os sistemas alimentares, e demais temas referentes à culinária.

“Chapeuzinho Vermelho” é a próxima atração do Diversão em Cena ArcelorMittal

Produzido pela Companhia O Trem, o espetáculo terá música ao vivo, brincadeiras e muita interação: o elenco precisará da ajuda do público para contar a história.
Continua após publicidade