25.5 C
Vitória
quarta-feira, 17 DE julho DE 2024

Brasil deixa o top 10 do ranking feminino da Fifa

O Brasil não ficava fora do top 10 desde 2019, ano em que também ocupou a 11ª posição, sua pior colocação desde a criação do ranking

A seleção brasileira deixou o top 10 do ranking de futebol feminino da Fifa nesta sexta-feira, quando a entidade fez a última atualização do ano na classificação. Antes nona colocada, caiu para o 11º lugar e viu a Coreia do Norte se tornar a nova integrante do grupo de 10 melhores seleções do mundo, com a nona posição, acima do Canadá, que fecha a disposição do topo em décimo em lugar. A primeira posição é da campeã do mudo Espanha, líder pela primeira vez.

O Brasil não ficava fora do top 10 desde 2019, ano em que também ocupou a 11ª posição, sua pior colocação desde a criação do ranking feminino, em 2003. A melhor situação foi registrada em 2009, quando a seleção terminou a temporada em terceiro lugar, mas chegou a ocupar a vice-liderança ao longo do ano.

- Continua após a publicidade -

Depois de conquistar a Copa América em 2022, auge sob o comando da treinadora sueca Pia Sundhage, a equipe brasileira teve como um dos momentos mais importantes de 2023 a disputa da Finalíssima, contra a campeã europeia Inglaterra. Após empate por 1 a 1 no tempo normal, as inglesas venceram a decisão nos pênaltis e ficaram com o título.

Na Copa do Mundo, as comandadas de Pia foram eliminadas na fase de grupos, ao terminarem a disputa na terceira colocação do Grupo F, com quatro pontos, um atrás da segunda colocada Jamaica, e a três da líder França. Pouco depois da Copa, a sueca foi demitida e deu lugar a Arthur Elias, protagonista de um trabalho multicampeão com o Corinthians nos últimos anos. Sob o comando dele, foram três vitórias e duas derrotas em amistosos.

No período da última atualização do ranking, em agosto, até aqui, seleções de outros continentes tiveram compromissos mais importantes que amistosos, como as eliminatórias europeias para Torneio Olímpico de Futebol Feminino Paris 2024 e os jogos da Liga das Nações Femininas da UEFA. Enquanto isso, as nações da Ásia, África, América do Norte e América Central estiveram envolvidas em partidas de qualificação para seus respectivos torneios continentais.

A atual campeã mundial Espanha conquistou o primeiro lugar pela primeira e se tornou a quarta equipe na história do futebol feminina a alcançar a cobiçada posição, depois dos Estados Unidos, Suécia e Alemanha, atuais segundo, quinto e sexto colocados, respectivamente. O atual top 3 é fechado pela França. A vice-campeão do mundo, Inglaterra está em quarto, à frente da ex-líder Suécia, que caiu quatro posições para ficar em quinto. Holanda (7º), Japão (8º), Coreia do Norte (9º) e Canadá (10º) completam o top 10. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA