24.9 C
Vitória
terça-feira, 23 abril, 2024

Beber água retarda o envelhecimento e previne doenças

Avaliação demonstrou que nível de sódio no sangue é maior entre pessoas que não se hidratam bem, assim como sua propensão a doenças

Estudo publicado na revista eBioMedicine revela que beber água em quantidades recomendadas e manter-se hidratado ajudam a retardar o processo de envelhecimento nos seres humanos e previnem doenças crônicas.

A pesquisa foi feita pelo National Institutes of Health (NIH), dos EUA. A hipótese foi inspirada por estudos anteriores com camundongos nos quais a restrição de água ao longo da vida, aumentando o sódio sérico em 5 mmol/l, causou alterações degenerativas e encurtou a vida do roedor em seis meses, o que corresponde a cerca de 15 anos da vida humana. O levantamento atual envolveu cerca de 15,7 mil participantes entre 45 e 66 anos e acompanhamento por 25 anos.

- Continua após a publicidade -

A avaliação demonstrou que o nível de sódio no sangue era maior entre pessoas que não se hidratavam bem. Os cientistas concluíram que pessoas cujo sódio sérico na meia-idade excede 142 mmol/l têm maior risco de serem biologicamente mais velhas que suas idades cronológicas (50%), desenvolver doenças crônicas (39%) e morrer mais jovens (21%).

Como a diminuição da hidratação é um dos principais fatores que elevam o sódio sérico, os resultados são consistentes com a hipótese de que a diminuição da hidratação pode acelerar o envelhecimento. Pesquisas mostram que mais de 50% das pessoas não bebem as quantidades recomendadas de líquidos. O estudo, porém, não especificou qual volume de água é recomendado por dia A Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta beber ao menos dois litros por dia.

Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA