22.1 C
Vitória
quarta-feira, 22 maio, 2024

Banestes atinge lucro líquido de R$ 371 milhões

Equilíbrio financeiro, investimentos certeiros e expansão dos negócios marcaram o ano do banco capixaba

Por Gustavo Costa

Em um resultado histórico, puxado pelo desenvolvimento das operações de crédito, seguros e captação de recursos, o Banestes divulgou os número de 2023 nesta terça-feira (27). O lucro líquido do banco chegou a R$ 371 milhões, maior da história da entidade e representado um crescimento de 12,3% na comparação com o ano anterior.

- Continua após a publicidade -

Segundo o balanço, os ativos da entidade registraram saldo de R$ 41,5 bilhões, aumento de 12,9% em 12 meses. A carteira de crédito ampliada terminou o período analisado com  R$ 12,8 bilhões, salto de 8,3% no ano. Já a carteira de crédito comercial alcançou R$ 9,5 bilhões, aumento de 20,0%.

Já o patrimônio líquido ultrapassou a marca de R$ 2,2 bilhões, com crescimento de 8,9% na comparação anual e de 1,7% em relação ao trimestre anterior.

Também cresceu 20,1% em relação a 2022 a renda provenientes das operações de crédito, com um resultado de R$ 1,5 bilhão. Enquanto isso as receitas com operações de títulos e valores mobiliários (TVM) atingiram R$ 3,5 bilhões, crescimento de 2,4% no ano. O resultado operacional atingiu R$ 589 milhões no ano, evolução de 7,4% em relação a 2022.

Para o diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande, o bom resultado é reflexo de estrutura de capital sólida, fundamental para apoiar o financiamento da atividade produtiva e as necessidades dos clientes. “O comportamento histórico do nosso patrimônio e a melhoria contínua do retorno de nossos negócios evidenciam todo o esforço e a estratégia empregados para entregar uma rentabilidade adequada aos nossos acionistas, sempre agindo de forma prudente e respeitando as características dos cenários econômicos apresentados”, explicou ele.

Acionistas dentro e fora do Estado

O crescimento se deu em várias frentes nas operações do Banestes. Somente nos últimos 5 anos, o número de acionistas do banco cresceu cerca de 17 vezes.

No fim do ano passado, foram registrados mais de 45 mil acionistas. Desse total, 60% está presente no sudeste, sendo 31% somente no estado de São Paulo. E isso deve seguir aumentando, já que o banco acaba de inaugurar uma unidade de varejo em São José do Rio Preto.

E por falar em acionistas, eles receberam no quarto trimestre o montante de R$ 106 milhões, a título de juros sobre capital próprio (JCP). O lucro líquido por ação atingiu R$ 0,28 no trimestre, acumulando o total anualizado de R$ 1,17. 

Grupo foi o terceiro maior do Espírito Santo em 2023

No fim de 2023, o Banestes chegou a 1,4 milhão de clientes, sendo 1,3 milhão pessoas físicas e 78 mil pessoas jurídicas. São 981 mil contas correntes ativas e 646 mil contas poupança. 

Composto por quatro empresas (Banestes, Banestes Seguros, Banestes DTVM e Banestes Corretora) o sistema financeiro ocupou o 3º lugar na lista dos maiores grupos empresariais do Espírito Santo, segundo ranking da 27ª edição do Anuário IEL 200 Maiores e Melhores Empresas no Espírito Santo, publicação do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), entidade da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes). Para conquistar o pódio, o Banestes apresenta uma extensa rede de atendimento, marcada pela solidez e confiabilidade. 

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA