18.3 C
Vitória
sexta-feira, 1 julho, 2022

Bandes e BID oficializa captação de US$ 30 milhões a micro, pequenas e médias empresas

O Bandes vai investir, no mínimo, 20% das operações de financiamentos para empresas lideradas por mulheres

Por Mariana Ferreira

O Bandes oficializou a captação de US$ 30 milhões junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), durante reunião online com o governador Renato Casagrande, no Palácio Anchieta, em Vitória. Pelo convênio, o banco de desenvolvimento capixaba deverá investir, no mínimo, 20% das operações de financiamentos para empresas lideradas por mulheres.

“Para nós é sempre bom colocar o Bandes para ajudar a desenvolver o Estado do Espírito Santo. É um salto importante para que, no futuro, o banco possa operar com novas fontes de recursos para que a gente ajude a produzir emprego e renda aos capixabas. Incentivamos muito os negócios nas comunidades, ajudando-os a produzir e fazer com que a riqueza fique no Estado”, afirmou o governador.

A iniciativa tem o objetivo de impulsionar a inclusão de gênero por meio da coleta e do monitoramento de dados desagregados por sexo dos líderes ou proprietários das micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), segundo as melhores práticas. Com isso, espera-se aumentar a participação efetiva de créditos de capital de giro para MPMEs lideradas por mulheres na carteira do Bandes.

“Os números mostram que as mulheres foram as mais afetadas pelo aumento do desemprego durante a pandemia, e as MPMEs são um setor estratégico na criação de vagas e de capacidade produtiva. Por isso, esses dois elementos são centrais na nossa Visão 2025, a estratégia do BID para apoiar a recuperação econômica da América Latina e Caribe. Contar com a expertise e a capilaridade do Bandes para colocar isso em prática no Espírito Santo é muito relevante para o BID”, afirmou o representante do Grupo BID no Brasil, Morgan Doyle.

A iniciativa faz parte das estratégias adotadas pelo Bandes como forma de reforçar a sua capacidade de dar suporte financeiro às empresas do Estado neste momento de retração econômica e para impulsionar os empresários capixabas na retomada econômica.

A nova linha deverá apoiar empresas com capital de giro, no valor de até US$ 1 milhão e prazo total de até 5 anos, incluindo carência de até um ano.

O diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira, ressalta que a captação é a primeira feita pelo banco de desenvolvimento capixaba com um banco multilateral, o que contribui para diversificação de funding da instituição. A operação desta linha deve ter início logo após a transferência dos recursos para o banco capixaba.

“Estamos orgulhosos desta conquista! O Bandes tem buscado alternativas de recursos para reforçar a sua capacidade de dar suporte financeiro às empresas do Estado neste momento de retração econômica e para subsidiar o novo ciclo econômico pós-pandemia. Importante destacar que todo este processo só foi possível após a Fitch Ratings, uma das mais importantes agências internacionais classificadoras de risco de crédito, atribuir classificação avaliando os aspectos econômico-financeiros, dos padrões de governança corporativa e da capacidade de crescimento que tornaram o banco apto a captar esse montante”, ressaltou Munir Abud.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade