26.9 C
Vitória
domingo, 28 novembro, 2021

“Banco Aberto” deve oferecer condições melhores para clientes

O Open Banking, ou sistema bancário aberto, novo projeto administrado pelo Banco Central, abre inscrições no dia 15 de julho. Mas o que significa esse conceito?

Por Samantha Dias

A ideia é que o usuário consiga ter mais controle e liberdade sobre seus dados, e decida se quer compartilhar suas informações com outras instituições financeiras. Para isso, pode solicitar aos seus bancos que compartilhem seus dados, se assim desejarem, por meio dos aplicativos já existentes das respectivas instituições.

A partir do dia 15 de julho, o cliente poderá compartilhar seus dados pessoais de cadastro, como nome completo, CPF/CNPJ, telefone, endereço e dados de transações relativas aos produtos e serviços relacionados à conta.

O Open Banking também permite ao usuário a movimentação de suas contas bancárias a partir de diferentes plataformas e não apenas pelo aplicativo ou site do banco.

Atualmente, uma instituição não “enxerga” o relacionamento que o cliente tem com outros bancos, então, não pode oferecer a ele melhores serviços. Com o Open Banking e a permissão do correntista, as instituições se conectam diretamente às plataformas de outras instituições participantes e acessam exatamente os dados autorizados pelos clientes.

“Entre os benefícios do Open Banking está a competição: com acesso aos dados dos usuários, instituições participantes poderão fazer ofertas de produtos e serviços para clientes de seus concorrentes , como taxas reduzidas, com benefícios para o consumidor, que poderá obter tarifas mais baixas e condições mais vantajosas. Quem, por exemplo, possui mais de uma conta bancária ou tem conta em um banco e empréstimo em outro, poderá ver todas as suas informações em um único local”, afirmou o assessor de investimento, Ricardo Aragon.

Terceira fase

Na terceira fase, com início em 30/08, vai ser possível iniciar um pagamento fora do ambiente do banco. Os clientes poderão compartilhar o histórico de informações financeiras e terão acesso a serviços como pagamentos e propostas de crédito por um aplicativo de mensagem, por exemplo. Já na última fase, que terá início em 15/12, será possível o compartilhamento de outros dados de produtos e serviços, como informações relacionadas a operações de câmbio, investimentos, seguros e previdência.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade