21 C
Vitória
sexta-feira, 19 abril, 2024

Após restauração, Mucane reabre com exposição na sexta-feira (29)

“Protocolos para a [des]construção do corpo” fica aberta à visitação de sexta (29) até o dia 29 de dezembro, no Mucane, em Vitória

Por Mariah Friedrich

O Museu Capixaba do Negro Verônica da Pas (Mucane), localizado no Centro de Vitória, foi reaberto no último sábado (23), após passar por restauração. Fechado para a obra desde o ano passado, o espaço dedicado à difusão e preservação da cultura dos povos afrodescendentes recebe a exposição “Protocolos para a [des]construção do corpo”, de Geovanni Lima, a partir de sexta-feira (29), até o dia 29 de dezembro. No sábado (30), o espaço recebe o espetáculo Batinga,às 16h. 

- Continua após a publicidade -

Interpretado por Elidio Netto,  o espetáculo solo “Batinga”, é interpretado pelo bailarino e coreógrafo Elidio Netto, que explora o corpo como um repositório de memórias, destacando as dinâmicas da pele que guardam os registros de sua avó Dona Maria Pedreira.

Responsável pela difusão e preservação da cultura dos povos afrodescendentes, o Mucane foi reinaugurado no último sábado (23), em evento marcado por apresentações de dança e música, celebrando a herança cultural afro-brasileira. O museu foi criado no ano de 1983, pelo então governador negro do Espírito Santo, Albuino Azeredo.

Primeiro museu dedicado ao povo afrodescendente no Brasil, o Mucane se tornou ao longo dos anos um centro de referência para a cultura e visibilidade de artistas, produtores negros e a comunidade negra do Espírito Santo. De acordo com informações da Prefeitura de Vitória, o investimento total foi superior a R$ 500 mil.

Marcando a retomada das atividades após a restauração, a exposição “Protocolos para a [des]construção do corpo” será inaugurada na sexta-feira (29), às 19h, e fica aberta à visitação até 29 de dezembro, das 9h às 17h. Primeira exposição individual de Geovanni Lima no Espírito Santo, a mostra tem curadoria de Gilberto Alexandre Sobrinho e conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Vitória, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura “Rubem Braga”. 

No sábado (30), o espetáculo Batinga busca transmitir a acestralidade afrobrasileira nos movimentos de dança de Elídio Netto, que é também pesquisador da diáspora africana. 

“A ideia surgiu no processo em que eu estava me questionando em relação à dança que eu vinha fazendo, ainda continuava repetindo os que os pensadores de uma dança eurocentrada sempre propõe. Batinga nasce desse lugar para falar de uma dança própria que fale da minha ancestralidade e que acesse ao outro”, explica o dançarino.

Serviço:

Protocolos para a [des]construção do corpo

Abertura: Sexta-feira (29), às 19h
Visitação até 29 de dezembro, das 9h às 17h
Museu Capixaba do Negro Verônica da Pas –  Av. República, 121, Centro, Vitória, ES
Entrada gratuita

Batinga

Sábado (30), às 16h
Museu Capixaba do Negro Verônica da Pas –  Av. República, 121, Centro, Vitória, ES
Entrada gratuita

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

FIQUE POR DENTRO

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -