23.3 C
Vitória
quarta-feira, 24 abril, 2024

Acampamento em apoio ao ex-presidente, Jair Bolsonaro, começa a ser desmontado no Espírito Santo

São poucos os apoiadores do ex-presidente Bolsonaro, que ainda resistem em frente ao 38º Batalhão de Infantaria em Vila Velha

por Pedro Paulo Biccas Jr.

Após a posse do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e seu vice, Geraldo Alckmin (PSB), sem maiores intercorrências, como esperavam os apoiadores mais extremistas do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), os apoiadores do ex-presidente que realizavam um movimento de protesto, com ocupação, em frente ao 38º Batalhão de Infantaria do Exército, em sua maioria, começam a deixar o local.

- Continua após a publicidade -

Porém há, ainda, um pequeno grupo que resiste no local e afirma que permanecerá no protesto, por tempo indeterminado. Embora boa parte da estrutura do movimento, que era alugada, tenha sido retirada no início desta semana.

Um dos apoiadores do movimento de resistência, identificado como Leonardo Soares, afirmou que “irá continuar no local ainda que seja apenas com sua bandeira.”

“Essa é a hora em que a manifestação tinha que aumentar e não diminuir. É muito triste. Isso está acontecendo na hora errada. Essa posse é fruto de um processo eleitoral fraudulento e de uma justiça desonesta”, afirmou o manifestante.

Ao passo que o acampamento começou a ser desmontado, já houve conflito com apoiadores do presidente Lula, que segundo um aposentado chamado Simões, foram ao local com provocações, gerando bate-boca.

“Petistas já passaram por aqui fazendo provocação, teve bate-boca. Mas eu vou continuar aqui, nem que seja com meu guarda-chuva. Essa posse não existiu, foi uma farsa”, declarou.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA