Visto eletrônico deve injetar R$ 1,4 bi na economia do País

Medida válida para EUA, Canadá, Austrália e Japão contribuirá para alavancar o turismo internacional e a economia brasileira em dois anos

A entrada no Brasil de turistas provenientes dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão será facilitada a partir do final de 2017. Isso porque todo o processo de solicitação de vistos, pagamento de taxas, análise, concessão e emissão poderá ser feito pela internet, com tempo previsto de 48 horas.

Essa facilitação, prevista no Plano Brasil + Turismo, lançado na semana passada pelo Ministério do Turismo, trará um grande incremento ao setor. Com a medida, a previsão é de que sejam injetados R$ 1,4 bilhão na economia do País em dois anos.

Para o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, a exigência de visto de entrada é a barreira mais importante ao crescimento do turismo estrangeiro em qualquer país.

“Hoje, o turismo representa cerca de 9% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro. Números dos técnicos do WTTC (da sigla em inglês para Organização Mundial de Turismo e Viagens) indicam que, conforme vão diminuindo as restrições ao visto de entrada, os países podem apresentar um crescimento de 5% a 25% em arrecadação”, esclarece o executivo.

De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), a facilitação de viagens pode gerar um aumento de até 20% no fluxo entre os destinos.

Maiores emissores de turistas

A medida atinge primeiramente esses quatro países por serem estratégicos, quando se fala em número de emissores e gastos em viagens. Em 2016, 849 mil turistas dos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão vieram ao Brasil – o que corresponde a 15% do total de 6,6 milhões de estrangeiros que estiveram no País no ano passado. Eles deixaram R$ 539 milhões na economia nacional.

Durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, houve no País uma exceção temporária na política de reciprocidade diplomática para viajantes desses quatro países. A experiência representou aumento de 55,31% no número de estrangeiros, com origem nos países beneficiados, em relação ao mesmo período de 2015.

Segundo pesquisa do Ministério do Turismo, 82% desses turistas afirmaram que a dispensa do visto facilitaria um retorno ao Brasil.

Política de Vistos

O Brasil adota uma política de concessão de vistos com base no princípio da reciprocidade. Isso significa que pessoas dos EUA, Canadá, Austrália e Japão, países que exigem vistos de cidadãos brasileiros para entrada em seus territórios, também necessitam de autorização para viajar ao Brasil.

O visto eletrônico tem como objetivo facilitar a entrada desses turistas em terras brasileiras. Posteriormente, a iniciativa deverá se estender para Arábia Saudita, Qatar, Índia e China. Atualmente, o Brasil possui entendimentos bilaterais sobre isenção de vistos com cerca de 90 países.

Conteúdo Publicitário
Compartilhe

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome