Pronto-socorro exclusivo para policiais e bombeiros militares

Com atendimento 24 horas, o local tem capacidade para fazer 2 mil atendimentos ao mês (Fotografia - Leonardo Duarte)

Além disso, o funcionamento do ambulatório do HPM já tinha sido ampliado

O Hospital da Polícia Militar passa a oferecer, a partir dessa semana, o pronto-socorro que vai atender exclusivamente policiais e bombeiros militares. É a primeira vez haverá uma estrutura do gênero exclusiva para esses servidores que atuam na Segurança Pública.

Estiveram presentes na solenidade de inauguração, realizada nesta terça-feira (02), o governador Paulo Hartung; o secretário de Estado da Segurança Pública, Nylton Rodrigues; o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Ramalho; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Marcelo D’Isep Costa; entre outras autoridades.

Hartung lamentou os entraves burocráticos que tiveram que ser superados para viabilizar o novo pronto-socorro e ressaltou que o novo serviço será importante para atender os militares e seus familiares. “Estamos debaixo de uma estrutura que faz parte do Sistema Único de Saúde (SUS). A formulação para a inauguração deste pronto-socorro não foi simples. Minha felicidade é enorme. Estamos com uma estrutura preparada para funcionar 24 horas e atender nossos policiais militares, bombeiros militares e seus familiares. Depois de atravessar o pior desta crise que o país ainda vivencia, conseguimos colocar de pé essa importante estrutura que é um sonho da família militar em nosso Estado”, destacou.

O Pronto-Socorro de Urgência e Emergências Clínicas, batizado de Coronel Luiz Claudio Passos Silva, ginecologista e obstetra renomado na esfera Militar, tem sala de acolhimento, três consultórios, sala vermelha com leito de estabilização e leitos de terapia intensiva, sala laranja com leitos de terapia semi-intensiva, salas de pequena cirurgia, bem como leitos de observação e internação.

São 52 profissionais atuando, entre médicos clínicos gerais, cirurgiões, enfermeiros e técnicos em enfermagem. Com atendimento 24 horas, o local tem capacidade para fazer dois mil atendimentos ao mês. Se um policial ficar ferido durante um patrulhamento, ele ficará longe do agressor da sociedade que combateu, havendo melhor ação para o tratamento do profissional da segurança pública.

Vinte médicos, de especialidades como cardiologia, dermatologia, infectologia, Medicina do Trabalho, Medicina Física e Reabilitação, neurologia, oftalmologia, ortopedia, urologia e psiquiatria, vão estar aptos a reforçar os atendimentos do hospital e prover melhores ações para a saúde do militar e de sua família. Eles prestaram o concurso que recentemente ocorreu e, em breve, reforçarão os trabalhos no HPM.

Além disso, o funcionamento do Ambulatório do HPM já tinha sido ampliado, aberto agora de segunda a sábado, das 7h às 22h. Há agendamento on-line para a família do militar. O ambulatório conta com 32 especialidades e houve aumento de 300% das ofertas de consultas médicas.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!