Confira os enredos das escolas de samba que desfilam nesta sexta-feira (02)

Foto: Arquivo Next

O tempo de desfile das escolas na avenida será de, no mínimo, 50 minutos, e, no máximo, de 60 minutos

A partir desta sexta-feira (02), as tradicionais escolas de samba de Vitória começam seus lindos desfiles e disputam o título de campeã do Carnaval 2018. Sete agremiações vão passar pela passarela do samba, a partir das 21h, no Sambão do Povo, em Mario Cypreste, na Grande Santo Antônio.

A primeira a entrar no sambódromo será a Tradição Serrana. Logo após, as escolas Barreiros, Rosas de Ouro, Imperatriz do Forte, São Torquato, Chega Mais e Chegou o que Faltava, mostrarão todo o charme e beleza do Carnaval capixaba.

Foto: Arquivo Next

No sábado (03), o desfile começa com a Andaraí e, seguindo a ordem, desfilam Novo Império, Unidos da Piedade, a ganhadora do Carnaval no ano passado, Boa Vista, Mocidade Unida da Glória (MUG), Pega no Samba e Unidos de Jucutuquara.

A última colocada descerá para o Grupo A em 2019, desfilando na sexta-feira de início do Carnaval. As agremiações entram na avenida na ordem definida pela Liga por meio de sorteio.

Ao longo do percurso, elas são avaliadas por uma comissão julgadora, que é formada por capixabas e pessoas de outros estados. São examinados os critérios estabelecidos para cada um dos quesitos (bateria, samba-enredo, melodia, entre outros).

Confira os enredos das escolas do grupo de acesso:

Tradição Serrana

A escola da Serra traz para a avenida o enredo “Abaixo a opressão…Tradição canta ao Rei dos Palmares”. Terceira colocada no último carnaval, a agremiação irá desfilar com 1200 componentes distribuídos em dez alas e dois carros alegóricos. O presidente Vinícius Caran garante que a escola fará um desfile para brigar pelo título e destaca como um dos pontos fortes da Tradição Serrana o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Eduardo Belo e Evelyn, além da raça da comunidade serrana que promete fazer bonito, e a interação entre Brasil e Japão. Pois, além da porta-bandeira, a escola é linda na passarela do samba.

Barreiros

A nova diretoria da Unidos de Barreiros, 5º colocada no ano passado, promete um desfile sem erros técnicos e com belo visual para apresentar o enredo “Se Deus é Brasileiro… É Capixaba e pintou Piúma!”, uma homenagem ao balneário do litoral-sul do Espírito Santo. E segundo o diretor de carnaval/harmonia da agremiação, Luiz Felipe Costa, há um total investimento na estética do desfile.

Rosas de Ouro

A escola de samba da Serra, que ficou em 8º colocação no último carnaval, escolheu o enredo “Espírito Santo, o Filho Mestiço Deste Gigante Chamado Brasil” e promete um grande desfile. A agremiação aposta na vasta experiência vinda do Carnaval do Rio de Janeiro, de onde trouxe o renomado intérprete Nêgo (Imperatriz Leopoldinense, Grande Rio e Salgueiro); o carnavalesco Plínio Santos; o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Raphael e Denadir, que defende a Vila Isabel; e o coreógrafo da comissão de frente, Hélder Sátiro.

Imperatriz do Forte

A escola, que ficou em segundo lugar em 2017, promete vir com tudo pra vencer o carnaval estea no. Para fazer bonito com o enredo “Sou Imperatriz, sou Capixaba com fé”, desenvolvido pelo carnavalesco Alex Santiago, a agremiação trouxe novidades como o intérprete Artur Kadratz e Luciano Coelho na Comissão de Frente. O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Daniel Fraga e Gabriela, promete brilhar na avenida.

São Torquato

A Independentes de São Torquato, que já venceu cinco vezes o Carnaval Capixaba, homenageia a primeira governadora do Espírito Santo com o “Mulher Independente, capitoa a comandar. Luísa Grinalda a independentes vai cantar!”. A agremiação de Vila Velha ficou na 6º colocação do Grupo A em 2017. Este ano, a comunidade promete um grande desfile.

Chega Mais

Sexta colocada no Carnaval 2017, a Chega Mais promete realizar um grande desfile apostando no enredo “Sertão. Sol, seca e alegria… A saga de um povo valente, festeiro, e lutador”. Para 2018 a escola terá algumas novidades. A estreia do intérprete Leonardo Reis, da rainha Gerusa Barcelar, além da nova formação do primeiro casal, composto por Sandro Souza e Delma Vieira.

Chegou o que Faltava

Jovelina Pérola Negra, uma das mais respeitadas e queridas sambistas do Brasil, é a aposta da agremiação, quarta colocada no carnaval 2017, para conquistar o coração do público e dos jurados. A Chegou o que Faltava aposta no experiente intérprete Marcinho Diola e na chegada do Mestre de Bateria Jean de Pilares. masa o destaque mesmo promete ser a presença de David Brazil, muso da agremiação pelo segundo ano consecutivo. A diretoria da escola pomete estar preparada para a disputa pelo título do Grupo de Acesso do Carnaval Capixaba.

Grupo B (Fecapes)

Império de Fátima

O Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Império de Fátima desfilou como convidada em 2016, no Sambão do Povo. Este ano, com o enredo “O tigre encontra o leão no lugar que eu sempre quis! Na avenida meu irmão, vou abraçar. Viver a igualdade e ser feliz!”, irá desfilar com 800 componentes, dois carros alegóricos. A presença do intérprete Quinho, ex-Salgueiro, é a grande atração do desfile.

A União Jovem de Itacibá

Após 26 anos, a primeira escola de samba de Cariacica retorna ao Carnaval Capixaba, com o enredo “A União anuncia é Primavera”, que será desenvolvido em 13 alas e dois carros alegóricos.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!