24º Festival de Cinema de Vitória revela vencedores e entrega prêmios no sábado (16)

Festival de Cinema: mais de 100 produções participaram de 11 mostras, ao longo de seis dias, e concorreram aos 23 troféus 

A premiação do 24º Festival de Cinema de Vitória aconteceu na noite do último sábado (16), com a entrega de 23 Troféus Vitória. A 7ª Mostra Competitiva Nacional de Longas contou com dois grandes vencedores. O filme “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky, ganhou como Melhor Filme pelo Júri Popular. Já “Baronesa”, de Juliana Antunes, arrebatou Melhor Filme pelo Júri Técnico. A cerimônia de encerramento aconteceu no Teatro Carlos Gomes.

A noite de sábado foi marcada ainda pelor duas sessões especiais. O longa “Introdução à Música do Sangue” conta com direção de Luiz Carlos Lacerda. O filme é estrelado por Ney Latorraca e Bete Mendes. Além disso, o curta-metragem capixaba “Minhas Horas com Camomila”, de Tati Rabelo e Rodrigo Linhales, também foi exibido na ocasião.

Iniciado na segunda-feira (11), o 24º Festival de Cinema de Vitória é o mais tradicional evento de audiovisual do país. Ao longo de seis dias, foram exibidos mais de 100 filmes, divididos em 11 mostras competitivas e não competitivas. Além do Teatro Carlos Gomes, as atividades aconteceram no Hotel Senac Ilha do Boi e na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). A programação incluiu as homenagens à atriz e dramaturga Margareth Galvão, ao designer Ronaldo Barbosa e a homenagem nacional à atriz e cantora Zezé Motta.

 

FESTIVAL

O 24º Festival de Cinema de Vitória foi uma realização da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA). O evento contou com o patrocínio do Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, e da Petrobras. O festival também recebeu o apoio institucional da Secretaria de Estado da Cultura (Secult-ES), da Cesan, da Secretaria de Cultura da Ufes, do Banestes e do Canal Brasil.

VENCEDORES DO 24º FESTIVAL DE CINEMA DE VITÓRIA

21ª MOSTRA COMPETITIVA NACIONAL DE CURTAS

– Prêmio da Oficina de Crítica: “Estás Vendo Coisas”, de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca

– Menção Honrosa: “Divina Luz”, de Ricardo Sá

– Melhor Interpretação: Sidney Santiago, por “Diamante, O Bailarina”

– Melhor Contribuição Artística: “Hotel Cidade Alta”, de Vitor Graize

– Melhor Roteiro: Samuel Lobo, por “O Olho do Cão”

– Melhor Direção: Caetano Gotardo, por “Merencória”

– Melhor Filme (Júri Popular): “Diamante, o Bailarina”, de Pedro Jorge

– Prêmio Especial do Júri: “Merencória”, de Caetano Gotardo

– Melhor Filme (Júri Técnico): “O Quebra-Cabeça de Sara”, de Allan Ribeiro

7ª MOSTRA COMPETITIVA NACIONAL DE LONGAS

– Melhor Interpretação: Clarisse Abujamra, por “Como Nossos Pais”

– Melhor Contribuição Artística: “Baronesa”, de Juliana Antunes

– Melhor Roteiro: “Baronesa”, de Juliana Antunes

– Melhor Direção: Laíz Bodanzky, por “Como Nossos Pais”

– Melhor Filme (Júri Popular): “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky

– Melhor Filme (Júri Técnico): “Baronesa”, de Juliana Antunes

6ª MOSTRA FOCO CAPIXABA

– Menção Honrosa: “Labor”, de Thiago Moulin

– Melhor Filme (Júri Técnico): “C(elas)”, de Gabriela Santos Alves

MOSTRA NACIONAL DE VIDEOCLIPES

– Melhor Filme (Júri Popular): “Território do Bem”, de Tati Rabelo e Rodrigo Linhales

2ª MOSTRA MULHERES NO CINEMA

– Melhor Filme (Júri Popular): “Revejo”, de Láisa Freitas

2ª MOSTRA CINEMA E NEGRITUDE

– Melhor Filme (Júri Popular): “Na Quebrada”, de José Augusto Muleta

4ª MOSTRA OUTROS OLHARES

– Melhor Filme (Júri Popular): “Transvivo”, de Tati W Franklin

18º FESTIVALZINHO DE CINEMA DE VITÓRIA

– Melhor Filme (Júri Popular): “Luiz”, de Alexandre Estevanato

4ª MOSTRA DE ANIMAÇÃO – SESSÃO ESPECIAL PETROBRAS

– Melhor Filme (Júri Popular): “Sob o Véu da Vida Oceânica”, de Quico Meirelles

7ª MOSTRA QUATRO ESTAÇÕES

– Menção Honrosa: “Wonderfull – Meu eu em Mim”, de Dário Jr.

– Melhor Filme (Júri Técnico): “Stanley”, de Paulo Roberto

6ª MOSTRA CORSÁRIA

– Menção Honrosa: “Black Catolic Galactic”, de Henrique do Carmo

– Menção Honrosa: “A Morte do Cinema”, de Evando Freitas

– Melhores Filmes (Júri Técnico): “Piano Forte”, de Anabela Roque, e “Sea Studies [Baltics]”, de Miro Soares

PREMIAÇÕES EXTRAS

– Prêmio Canal Brasil de Curtas: “Estás Vendo Coisas”, de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca

– Prêmio CiaRio-Brasil e Prêmio Mistika: “Diamante, o Bailarina”, de Pedro Jorge (seguindo o Melhor Filme pelo Júri Popular)

– Prêmio CiaRio-Brasil, Academia Internacional de Cinema e Link Digital: “O Quebra-Cabeça de Sara”, de Allan Ribeiro (seguindo o Melhor Filme pelo Júri Técnico)

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome