24.4 C
Vitória
sábado, 22 janeiro, 2022

Vidigal sanciona Lei que cria previdência complementar

Com a aprovação do projeto, a prefeitura vai poder conceder desconto para quem quitar as dívidas Foto: Divulgação /PMS

O projeto foi aprovado na Câmara e sancionado pelo prefeito Sérgio Vidigal. A previsão é de que seja implementado ainda este ano

Por Josué de Oliveira

O prefeito da Serra, Sérgio Vidigal, sancionou a Lei Complementar nº 4/2021, a qual institui o Regime de Previdência Complementar (RPC) no município. A medida foi tomada após um trabalho em conjunto entre o Instituto de Previdência, Prefeitura e Câmara da Serra.

Uma comissão, formada por membros dessas instituições, trabalhará agora para finalizar o trâmite, com a realização do processo de seleção da Entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC), além do envio das informações para homologação da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc).

O diretor-presidente do Instituto, Alessandro Comper, falou sobre a importância do novo Regime.

“A Previdência Complementar possibilitará ao IPS trabalhar ainda mais pela qualidade de vida das famílias atendidas. Ela permitirá aos servidores que ganham acima do teto geral do INSS, ou seja, R$ 6.433,57, se aposentarem recebendo esse valor, por meio de uma alíquota específica sobre o que ultrapassar o teto”.

A inscrição automática no RPC será obrigatória somente para os servidores que ingressarem através de novos concursos públicos, sendo para os mais antigos uma opção. Ainda assim, esses novos servidores terão um prazo de 90 dias para decidirem se permanecerão ou não contribuindo de forma complementar.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade