Mercado aumenta projeção da inflação

Foto: Fábio Guimas

O mercado financeiro aumentou as projeções de crescimento da economia e da inflação este ano

Segundo projeções de instituições financeiras, a inflação, calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), aumentará de 3,33% para 3,46%, no terceiro ajuste consecutivo.

Entretanto, não houve mudanças para os próximos anos. Em 2020, será 3,60%. Para 2021, 3,75% e 2022, 3,50%. Esse resultado é proveniente de pesquisas realizadas pelo Banco Central (BC), divulgadas sempre às segundas-feiras.

Vale destacar que as projeções para 2019 e 2020 estão abaixo do centro da meta de inflação que deve ser mantida pelo BC. Isso porque a meta definida pelo Conselho Monetário Nacional é 4,25% em 2019, 4% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,50% em 2022.

Selic

A pesquisa revelou também que o mercado financeiro espera que a taxa básica de juros, a Selic, encerre 2020 em 4,5% ao ano. Atualmente, a taxa está em 5% e a previsão na última semana tinha caído para 4,25% ao ano.

A inflação alta atinge os alimentos e diversos produtos. – Foto: Reprodução

Para 2021, a expectativa é que a taxa Selic termine o período em 6% ao ano. Para o fim de 2022, a previsão é 6,50% ao ano.

Crescimento econômico

Outro segmento que pode crescer em 2020, segundo a avaliação do mercado financeiro, é a economia. A estimativa de expansão do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, subiu de 0,92% para 0,99% este ano. Além disso, a projeção para 2020 subiu de 2,17% para 2,20%. Já a expectativa para 2021 2022 permanece em 2,50%.

Dólar

A cotação do dólar também subiu. A projeção saiu de R$ 4 para R$ 4,10, no fim de 2019, e permanece em R$ 4 ao final de 2020.

Leia Também:
Conteúdo Publicitário