Empresas ganham prazo para pedir isenção da sobretaxa do aço

Placas de aço ArcelorMittal
Foto: Divulgação

A decisão de tarifar as importações de aço e alumínio foi divulgada há poucas semanas pelo presidente Trump e impacta siderúrgicas capixabas

Depois de anunciar sobretaxa para importação de aço e alumínio, o governo dos Estados Unidos resolveu dar um passo atrás. Começou nesta segunda-feira (19) um prazo para empresas estrangeiras buscarem isenções das tarifas.

O processo de apresentação de solicitações para conseguir a isenção levará até 90 dias. A previsão era que as tarifas começassem a ser aplicadas a partir de sexta-feira, dia 23 de março.

Polêmica

Os Estados Unidos decidiram sobretaxar as exportações de aço e alumínio em 25% e 10%, respectivamente. A medida protecionista foi anunciada pelo presidente Donald Trump. Agora, a indústria brasileira pode perder espaço no mercado norte-americano.

Segundo a Agência Brasil, 32% do aço exportado pela indústria brasileira tem como destino os Estados Unidos. O país é o segundo maior exportador para o mercado norte-americano. Foram 4,7 milhões de toneladas embarcadas em 2017. O Canadá é o principal exportador, com 5,8 milhões de toneladas no ano passado.

Conteúdo Publicitário